MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ

MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ: EDIFICANDO O CARÁTER E A LIDERANÇA NA IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO

UNIVERSIDADE TEOLÓGICA GRAÇA E PAZ

https://sites.google.com/site/icfeinstitutocristaodeformacao/

https://www.facebook.com/icristao

(Gênesis 17:1) - "Eu Sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê íntegro".

(Levítico 19:2) - "Portanto, santificai-vos e sede santos, pois Eu sou o Senhor vosso Deus";

(Provérbios 14:34) - "A justiça exalta os povos, mas o pecado é a vergonha das nações".

(Apocalipse 22:11) - Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

Pra. A.Carmem S. Almeida (Pra. Acsa)

terça-feira, 16 de abril de 2019

A PÁSCOA CONFORME A CRONOLOGIA BÍBLICA....


Graça e paz e bom dia...

Inicio o post deste blog com algumas perguntas para vocês, queridos(as) leitores(as):
- Se na Bíblia está descrito que o Senhor Jesus disse que após a sua morte estaria três dias e três noites nas profundezas da Terra (Mateus 12:38-40; João 2:19-22) e que Ele ressuscitou no Domingo pela manhã bem cedo (Mateus 28; I Coríntios 15:3-4), como então a Cristandade há séculos comemora a morte de Cristo na Sexta-feira e a Sua ressurreição no Domingo?
- Outra pergunta: Se o Senhor Jesus celebrou a Páscoa com seus discípulos (Mateus 26; Lucas 22) e logo depois desta celebração Ele foi preso e se passaram pelo menos alguns dias entre a prisão dele, a sua ida preso para ser julgado e condenado pelo Sumo-Sacerdote e pelo Sinédrio Judaico e depois Ele foi levado para ser julgado e condenado à morte por Pilatos para depois ser crucificado, como então Jesus morreu na Sexta-feira e ressuscitou no Domingo?  
Percebemos assim que faz séculos que existe algo de errado nesta cronologia ritualística religiosa da Páscoa celebrada pela maioria dos Cristãos quando comparamos em relação à cronologia Bíblica dos fatos, pois seja pelo calendário solar (romano/gregoriano que é o Ocidental até os dias de hoje), seja pelo calendário lunar (Bíblico), da Sexta-feira para o Domingo são dois dias que temos e não três dias, além do mais o Senhor Jesus quando foi preso não foi logo crucificado, pois ainda teve que ser julgado e condenado pelo Sinédrio Judaico, depois foi levado para a presença de Pilatos para ser julgado e condenado à morte por Roma e, a Bíblia deixa bem claro que tudo isto não ocorreu no mesmo dia que Ele foi preso! Então, vamos agora mostrar a cronologia Bíblica sobre a morte e ressurreição de Cristo...
  1. Jesus Cristo morreu numa Quarta-feira às 15:00 horas aproximadamente (hora nona, Marcos 15:34-37);
  2. Jesus foi sepultado ao anoitecer, iniciando a contagem – Primeira noite (Quarta-feira);
  3. Houve descanso do Shabbat da Páscoa – Primeiro dia e Segunda noite (Quinta-feira);
  4. As mulheres saem para comprar e preparar os aromas – Segundo dia e terceira noite (Sexta-feira);
  5. Houve o descanso do Shabbat semanal – Terceiro dia (Sábado);
  6. As mulheres vão ao sepulcro ao iniciar o primeiro dia da semana (Domingo) e encontram o túmulo vazio, pois Jesus Cristo havia ressuscitado.
Trazendo a Páscoa para este ano de 2019, Jesus Cristo celebraria na Sexta-feira (dia 19 de Abril) a Ceia da Páscoa com seus discípulos, depois desta celebração Ele iria para o Monte das Oliveiras orar à noite com os discípulos, na saída deste monte Ele seria preso, no outro dia ELE seria julgado e condenado pelo Sinédrio Judaico, depois seria levado para ser julgado e condenado à morte por Pilatos (por Roma) e na Quarta-feira Ele seria crucificado conforme a cronologia Bíblica que apresentamos acima nos seis itens...Portanto, neste ano de 2019, o correto seria celebrarmos a ressurreição de Cristo não neste próximo domingo (dia 21), mas sim no domingo dia 28 de Abril!  

Bem, aqui termino mostrando mais uma vez como é importante estudarmos a Bíblia e vermos se as tradições religiosas que nos foram transmitidas pelos nossos antepassados realmente estão de acordo com os registros e ensinamentos Bíblicos, pois esta atitude inclusive é uma instrução dada pelo próprio Senhor Jesus e pelos Apóstolos (Mateus 13:51-52; 15; 22:29; Atos 17:11-12; Efésios 4; II Pedro 1) ...



Pra. Carmem (Pra. Acsa).

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

UM EXCELENTE INÍCIO DE ANO PARA TODOS(AS) NÓS...


Graça e paz e boa tarde do primeiro dia de 2019...

Hoje eu gostaria de iniciar o ano trazendo esta reflexão sobre o que podemos tirar de aprendizado do texto Bíblico de Êxodo 12: 1-11...

Êxodo 12:1-11
1 - E falou o SENHOR a Moisés e a Arão na terra do Egito, dizendo:
2 - Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano.
3 - Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família.
4 - Mas se a família for pequena para um cordeiro, então tome um só com seu vizinho perto de sua casa, conforme o número das almas; cada um conforme ao seu comer, fareis a conta conforme ao cordeiro.
5 - O cordeiro, ou cabrito, será sem mácula, um macho de um ano, o qual tomareis das ovelhas ou das cabras.
6 - E o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o sacrificará à tarde.
7 - E tomarão do sangue, e pô-lo-ão em ambas as ombreiras, e na verga da porta, nas casas em que o comerem.
8 - E naquela noite comerão a carne assada no fogo, com pães ázimos; com ervas amargosas a comerão.
9 - Não comereis dele cru, nem cozido em água, senão assado no fogo, a sua cabeça com os seus pés e com a sua fressura.
10 - E nada dele deixareis até amanhã; mas o que dele ficar até amanhã, queimareis no fogo.
11 – Assim, pois o comereis: Os vossos lombos cingidos, os vossos sapatos nos pés, e o vosso cajado na mão; e o comereis apressadamente; esta é a páscoa do SENHOR.
Quando Deus instituiu a Páscoa ensinou alguns comportamentos que o povo de Israel deveria ter neste período e, meditando sobre estas instruções dadas por Deus, gostaria de trazer uma mensagem sobre o que ontem me veio ao entendimento para que possamos ser edificados. Assim, analisemos o que podemos aprender sobre o que a Páscoa tem a nos ensinar para cada ano novo que iniciamos:
1)    Quando Deus instituiu a Páscoa Ele disse aos israelitas que o mês da Páscoa seria o início do calendário civil e religioso para este povo e este período era marcado por uma consagração a Deus. Como Cristãos sabemos que a Páscoa apontava para o sacrifício expiatório do pecado realizado por Jesus Cristo por toda humanidade (Joao 1:29-34; 3:16-17; Mateus 26). Entre várias coisas que podemos aprender é que um novo ano deve ser iniciado colocando as nossas metas e projetos de vida tendo Cristo como fundamento desta nova etapa de vida. Você costuma se consagrar a Deus consultando e entregando ao Senhor Jesus o que você pretende realizar a cada ano que inicia?
2)    Como parte da consagração da Páscoa (do início do ano novo) o povo deveria reservar um alimento a ser comido (carneiro ou cabrito de um ano de idade), alimento este que deveria ser acompanhado de pão sem fermento e de ervas amargas e este período deveria ser um período de descanso e preparação para saída de um local (Egito) e viagem para outro local (Canaã) onde inclusive todo fermento deveria ser retirado da casa. Eu vejo assim que Deus nos ensina que a cada ano que se inicia precisamos ter o cuidado para não levarmos coisas que não devem ser levadas para o novo ano que se inicia, coisas estas tais como: ressentimentos, mágoas, falta de perdão, lembranças de coisas ruins que ocorreram conosco, etc! Sabe, na minha experiência de vida tenho encontrado pessoas (até mesmo que se dizem Cristãs) que aparentemente têm tudo para serem felizes (família com filhos bem encaminhados, vida profissional bem sucedida, boa estabilidade financeira, saúde física, etc), entretanto são pessoas amargas, depressivas, cheias de feridas emocionais, infelizes, perturbadas emocionalmente e que costumam perturbar a vida dos outros, pois coisas aconteceram em sua trajetória de vida que a marcaram profundamente de forma negativa e elas ano após ano continuam presas a este passado! Interessante é observamos que durante a jornada de viagem para Canaã todas as vezes que o povo de Israel se lembrava do Egito e deixava o Egito voltar para a nova realidade que eles estavam vivendo, eles murmuravam, pecavam, se afastavam de Deus e eram derrotados!  As pessoas que assim vivem o tempo todo presas ao passado mostram que precisam de uma libertação e as pessoas que inevitavelmente precisam conviver com tais pessoas perturbadas precisam se blindar emocionalmente, saber se relacionar com elas para que também não venham adoecer e nem muito menos contribuir para aumentar a perturbação destas pessoas, mas sim que sejam um canal para levar a mensagem libertadora de Cristo! 
3)    Durante a noite da Páscoa os israelitas deveriam comer a refeição da Páscoa todos eles prontos para partirem e nada de alimento deveria ser deixado, então caso sobrasse algum alimento o mesmo deveria ser queimado antes da saída do Egito para Canaã! Eu vejo assim que Deus nos ensina que devemos ser bem dispostos e ligeiros em nos livrar das coisas que não devem ser levadas para um novo ano o qual consiste em uma nova etapa (ciclo) de vida em branco que se inicia esperando que escrevamos nela mais um ano de nossa existência na Terra!
Bem, aqui finalizo está breve mensagem de início de 2019 e que este ano seja repleto de bênçãos e vitórias para nós e, finalizo com um lembrete que recebi como uma das mensagens de final de ano:


Pra. Carmem (Pra. Acsa)


terça-feira, 2 de outubro de 2018

MUITO CUIDADO COM O FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO....

https://youtu.be/F85EjdZSHAE


A mistura entre política e religião até hoje dá confusão no mundo e, há algum tempo não tem sido diferente no Brasil, infelizmente!
O fundamentalismo (extremismo) religioso é um movimento social que não é típico apenas dos Islâmicos, mas de qualquer religião, até mesmo de Católicos e Protestantes! 
O fundamentalismo religioso Cristão causou a inquisição na Idade Média, causou a guerra civil entre Irlanda do Norte e Irlanda do Sul e, o fundamentalismo religioso Islâmico até hoje está destruindo povos e nações no Oriente, na África, na Europa, etc... 
O fundamentalismo religioso tem como característica principal tentar impor elementos, crenças e práticas de doutrina religiosa no espaço laico e, quando isto acontece não esperem paz, mas sim guerras...
Jesus Cristo nunca foi um fundamentalista religioso e nem nunca obrigou pessoa alguma a lhe aceitar e lhe seguir (Lucas 9:51-56, etc.)
Se muitos que se dizem Cristãos estudassem a Bíblia não seriam fundamentalistas religiosos, mas sim testemunhas de Cristo...
Neste momento eleitoral temos visto no Brasil muitos Pastores publicamente tomando partido em prol de diferentes candidatos, sem nem mesmo se importarem que isto é falta de ética pastoral e sem também se importarem como ficará a Igreja caso seu candidato perca ou cometa atos contrários à fé Cristã! 
As lideranças eclesiásticas devem ter cuidado para não fazerem dos púlpitos locais de pregação e proselitismo político no lugar de pregação do Evangelho! 
Devemos inclusive ter cuidado com candidatos com perfil messiânico religioso ou político, com fortes características de fundamentalista religioso ou político, pois isto sempre foi um perigo para a humanidade e para a democracia...
Temos inclusive visto muitos que se dizem Cristãos (até Pastores e Diáconos, etc) propagando notícias falsas de candidatos de esquerda e de direita (até imagens que são montagens e cujos candidatos já estão processando seus autores e quem está repassando pelas redes sociais) desobedecendo assim estes "Crentes Evangélicos" um dos dez mandamentos que diz "não dirás falso testemunho"(Êxodo 20; 23:1; Provérbios 6:19)!
Muitas Igrejas inclusive costumam pegar os dízimos e ofertas para financiar partidos, Pastores, Missionários, etc como candidatos, desviando assim o propósito da Igreja e não levando em consideração o fato de que, como o próprio Senhor Jesus nos ensina, que "ninguém pode servir a dois Senhores e, o Reino de Deus é dos Céus e não da Terra" e o modo de Deus fazer as coisas é muito diferente da forma como os seres humanos fazem  (Zacarias 4:6; Mateus 6:24; Mateus 6:9-13)...

Pra. Carmem (Pra. Acsa)

domingo, 23 de setembro de 2018

PRINCÍPIOS BÍBLICOS DE UM BOM GOVERNANTE...

Graça e Paz e Boa Noite...


Dentre os vários textos Bíblicos que mostram as características de um bom governante e os prejuízos que uma nação enfrenta quando escolhe um mau governante, eu selecionei os textos abaixo, pois acredito que eles contemplam as coisas que queremos trazer para vocês nesta reflexão...Portanto, vamos agora destacar as características de um bom governante à luz da Bíblia:
Deuteronômio 17: 
1)Toda e qualquer nação de bom senso e bom juízo deveria observar quais as orientações dadas por Deus a respeito de qual perfil de liderança Ele considera mais adequada para governar; 
2) Uma nação sábia deveria escolher governantes naturais do País, pois pressupõe-se que tal pessoa jamais passará a soberania da nação para outro povo e nação! Portanto, não deve uma nação escolher governantes que passem a soberania da nação para outras nações, logo, precisamos ter cuidado com candidatos cujo plano de governo tem propostas econômicas que implicam em perda de soberania. A soberania é um conceito que envolve além da posse do território geográfico por um povo, também a posse dos recursos naturais e empresas  estratégicas cuja riqueza gerada deve ficar na nação e não a sua maioria ir para fora em forma de lucro para credores internacionais! Vale ainda salientar que devemos tomar cuidados com candidatos cujo plano de governo tem propostas que procuram copiar coisas (ideias econômicas, etc) de outros Países sem considerar as particularidades e características próprias do povo que nasceu e vive, pois o que é bom para um povo, necessariamente não significa que será bom pra outro povo tendo em vista que cada nação tem uma formação histórica social, política, econômica, etc, própria que lhe confere um nível de condições existenciais e características próprias; 
3) Se o candidato já for um político, verifique o patrimônio por ele acumulado em sua vida pública durante os seus mandatos, pois se este candidato tiver enriquecido com a política existe a probabilidade alta do mesmo ter usado a política em vez de para servir ao povo, servir a si mesmo, a sua família e ao seu grupo de amigos que financiou as suas campanhas em prol de benefícios. Portanto, entre no site do TRE e do TSE e procure ver o patrimônio que o candidato declarou em cada eleição para ver como foi o crescimento do seu patrimônio. Procure ainda ver se o(a) candidato(a) é ficha limpa (se tem algum processo de corrupção contra ele); 
4) Procure ver se o plano de governo do candidato tem propostas que significam escravizar socialmente e economicamente o povo com coisas tipos: afrouxamento das leis trabalhistas que protegem o trabalhador trazendo precarização de condições de trabalho, riscos a saúde e a vida, aposentadoria com remuneração insuficiente, aposentadoria sem respeitar as condições ideais de idade adequada que cada categoria profissional precisa ter, passando assim uma régua como se todas as profissões trouxessem o mesmo desgaste para as pessoas, congelamento de salários ou baixo aumento de salário (sem repor a inflação) fazendo com que o seu valor mensal não dê para suprir as necessidades básicas. A Constituição Brasileira diz em seu artigo n.7 que o valor do salário mínimo deve ser suficiente para suprir as necessidades mensais de uma família com moradia, educação, alimentação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo; 
5) Procure ver se o candidato tem uma vida familiar saudável, se ele é responsável para com a  mesma e se respeita a sua família, pois se alguém não cuida da sua família, cuidará de uma nação (I Timóteo 3:5)? Diz o ditado popular que um bom filho(a), um bom marido (ou esposa) e um bom pai (ou mãe) será, o mesmo valendo ao contrário; 
6) Procure ver como o candidato se comporta e o que pensa em relação às leis. Candidato com perfil personalista e/ou autoritário que se coloca acima das leis e da Constituição, caso eleito poderá colocar em sério risco a governabilidade de uma nação, o regime democrático de direito e poderá abrir portas para a corrupção e para o surgimento de regimes de governo sem transparência alguma e cuja população não terá nenhum controle social sobre o mesmo.
Juízes 9 e I Reis 12: Muito cuidado com candidatos que acham que as pessoas que pensam de forma contrária a sua forma de pensar devem ser eliminadas, portanto muito cuidado com candidatos que não respeitam a pluralidade de partidos e suas ideologias e o que cada uma das agremiações politicas podem contribuir no sentido de termos uma nação soberana, mais justa e igualitária em termos de cidadania. O extremismo e a polarização política, religiosa, econômica, etc, sempre trouxeram problemas em todos os povos e naçoes e suas civilizações ao longo da História da humanidade trazendo inclusive intolerâncias, desrespeito aos direitos fundamentais do ser humano, guerras civis, revoluções armadas, etc! Muito cuidado também com candidatos que acham que aumentar impostos é a solução para resolver os problemas do País e que sem consultar e negociar com o povo pretende criar e aumentar carga tributária de forma deliberada de cima pra baixo sem nem mesmo considerar as desastrosas consequências sociais, políticas e econômicas que podem causar na nação, principalmente nos mais necessitados.
Marcos 12: Bem, com este magnífico ensino, o Senhor Jesus nos mostra de forma simples e clara as características principais de um governante que uma nação para seu próprio bem deveria observar em suas escolhas, características estas as quais se um candidato possuir com certeza será uma pessoa cujo caráter será livre de todas as mazelas que alertamos nos parágrafos anteriores e que propiciará que a nação fique livre de grandes, graves e perigosos problemas caso os mesmos sejam eleitos: humildade e propósito de governar em prol do bem comum servindo ao povo e não sendo servido pelo povo...!
Finalizo ainda dizendo o seguinte: todas as sociedades do povos e nações existentes e que hoje ocupam os primeiros lugares em menores índices de corrupção, que possuem menos desigualdades sociais e econômicas com a cidadania de fato sendo acessível a todos os seus cidadãos, que possuem instituições estatais não patrimonialista (que de fato cumprem a sua missão e finalidade de existência que é servir ao povo e não para enriquecer grupos de pessoas com corrupções e ingerência política), que possuem altos níveis de transparência pública dos atos governamentais e que, além de democracia representativa são bem avançadas em democracia participativa, são nações que de forma sabia entenderam e procuram praticar estes princípios da boa governança ensinados por Deus, fiscalizam seus governantes, etc....
Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus (Mateus, 5:9).

(Pra.Carmem-Acsa).

domingo, 5 de agosto de 2018

O VALOR DAS PEQUENAS COISAS....

Graça e paz e bom domingo...

- No dia de ontem, enquanto meditava pela manhã em oração, estava olhando pela janela do quarto do meu irmão e no quintal do vizinho tem uma mangueira de cerca de 10 m de altura que está florescendo bem perto do quarto do meu irmão e lá no alto da mangueira estavam as abelhas colhendo pólen pra fazer mel e ao mesmo tempo polinizando a mangueira! Vocês sabiam que estudos realizados mostram que se as abelhas desaparecerem da Terra o ser humano somente sobreviveria apenas cerca de 5 anos? Eis aí mais um exemplo sobre "o valor das pequenas coisas" e, esta é a reflexão que eu gostaria de trazer hoje...
- Já pararam pra observar e pensar que tudo no nosso mundo material (físico, visível) começa com pequenas coisas, com pequenos inícios? 
- O átomo (que é invisível aos nossos olhos e que só podemos ver com poderosas lentes especiais de microscópio eletrônico) é a base inicial do universo visível, um ser vivo vegetal ou animal se inicia com apenas duas sementes que produzem minusculas células invisíveis aos nossos olhos, a construção de  uma casa ou prédio se inicia com a simples imagem mental e decisão de que algo vai ser construído, a mudança de atitudes das pessoas (seja para fazer o bem e as coisas corretas, seja para fazer o mal e as coisas erradas) se inicia com a decisão delas mesmas querendo viver e fazer as coisas seguindo algum princípio de ordem ou de valor e, por aí vai... 
- Uma pesquisadora das Ciências Agrárias (Ana Maria Primavesi) certa vez disse o seguinte: "a natureza em seus caprichos e mistérios condensa em pequenas coisa, o poder de dirigir as grandes; nas sutis, a potência de dominar as mais grosseiras; nas coisas simples, a capacidade de reger as coisas complexas"...
- Sabe, a Bíblia também nos mostra "o valor das pequenas coisas": a humanidade se iniciou na Terra com Deus criando apenas um homem e uma mulher (Adão e Eva); a humanidade após o dilúvio foi reiniciada na Terra apenas com oito pessoas (Noé, sua esposa, seus três filhos e as esposas de seus três filhos); o povo e a nação de Israel se iniciaram na Terra a partir de um único casal (Abraão e Saara); o Senhor Jesus Cristo comparou a dispersão da mensagem do Evangelho (boas notícias) do Reino de Deus no coração das pessoas à semente que é semeada por um agricultor e, também comparou a entrada do Reino de Deus numa sociedade e numa nação com a semente de mostarda que é a menor semente de planta que existe na Terra (Mateus 13)! 
- Como você pode ver, tudo se inicia pequeno e, até a prosperidade material também é assim, pois um de seus importantes segredos é que ela se inicia com algo simples: a pessoa possuindo uma habilidade que já nasceu com ela ou então a pessoa aprende algum ofício (profissão) pessoalmente com alguém ou em algum lugar (escola técnica, faculdade, ong, associação, cooperativa, Igreja, etc) e daí então a pessoa vai plantado, cuidando, regando, colhendo, aumentando a área de plantio ou vai se aperfeiçoando e conseguindo numa mesma área produzir mais, a seara vai crescendo...
- Então eu pergunto: qual a semente que você tem na mão? Se ainda não consegue ver, peça a Deus sabedoria pra que possa ver (Tiago 1)! 
- Sabe qual o melhor momento pra descobrimos as sementes (habilidades) que Deus tem nos dado, as portas que Ele tem aberto para nós e como Deus pode nos abençoar independentemente do cenário a nossa volta? Por incrível que pareça não são os momentos de fartura, mas sim de escassez, de necessidade, de crise (Gênesis 26; I Reis 17:8-23; II Reis 4; João 6)! 
- Agora sabe quais são os maiores empecilhos (barreiras) pra uma pessoa ver a bênção da provisão de Deus na sua vida e se tornar até mesmo uma boa liderança?  A falta de fé (que além de duvidar do poder de DEUS inclusive lhe retira a capacidade de sonhar em ter dias melhores pra si mesmo, sua família, etc), a preguiça e a falta de disciplina que conduz a pessoa a não fazer as coisas do modo correto acreditando assim que as coisas vão dar certo fazendo-as de qualquer jeito (II Reis 7; Provérbios 6:6-11; 31; Isaías 28: 23-29; Mateus 7:24-27)! 
- Então, agora é com você, pois como vimos a regra geral consiste em que as grandes coisas sempre se iniciam de forma pequena...

Pra. Carmem (Pra. Acsa)


segunda-feira, 9 de julho de 2018

AS OLIMPÍADAS E A COPA DA VIDA...


"Não sabeis que entre todos os que correm no estádio, na verdade, somente um recebe o grande prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis!" (I Coríntios 9:24)

Graça e Paz e Bom Dia...

Podemos ver acima que o Apóstolo Paulo comparou a vida Cristã a uma competição esportiva que possui semelhanças e diferenças com os esportes praticados pelos seres humanos. Vejamos então as semelhanças: 
1) Todo atleta tem que se preparar e se esforçar muito em disciplina para as competições. A vida Cristã como discípulos de Cristo também requer disciplina: orar, jejuar, ler a Bíblia, autoanálise constante, ter domínio-próprio, domínio da língua (do que fala), etc, Mateus 16:24-26; Gálatas 5:16-26; Hebreus 12:12-14; Tiago 3; 
2) O Atleta tem que se abster de muitas coisas para dedicar mais tempo em sua preparação física e emocional e até mesmo se alimentar de forma correta e sadia, não tendo assim uma vida "normal". O discípulo de Cristo também quanto mais vai andando em comunhão com Cristo mais “anormal” vai parecer aos olhos do mundo sem Deus (I Coríntios 1; I Pedro 4:1-4); 
3) Os atletas para chegarem à vitória têm que superar os seus adversários. O Cristão para chegar ao Céu tem que vencer o Diabo (João 16:33; Efésios 6; I João 5). 
Agora vamos a diferença: 
- Numa competição apenas um atleta ou uma equipe de atletas poderá ganhar a competição e ficar em primeiro lugar. Na vida Cristã todos são chamados para alcançarem o prêmio da salvação (Isaías 55; I Coríntios 9:24; I Timóteo 6:11-12; Filipenses 3:8-15; II Timóteo 4:6-8; Apocalipse 21:6-7: 22:17), pois o corpo de Cristo em toda a Terra forma uma unidade com Ele (João 17:20-21; I Coríntios 12; Efésios 4).
Como está então a sua vida Cristã? Caso necessário, ainda há tempo de fazer os ajustes e entrar em forma novamente...

Pra. Carmem (Pra. Acsa)