MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ

MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ - EDIFICANDO O CARÁTER E A LIDERANÇA NA IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO

UNIVERSIDADE TEOLÓGICA GRAÇA E PAZ – Site: https://sites.google.com/site/icfeinstitutocristaodeformacao/

(Gênesis 17:1) - "Eu Sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê íntegro".

(Levítico 19:2) - "Portanto, santificai-vos e sede santos, pois Eu sou o Senhor vosso Deus";

(Provérbios 14:34) - "A justiça exalta os povos, mas o pecado é a vergonha das nações".

(Apocalipse 22:11) - Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

* 8- CUIDANDO DA VINHA E COMPARTILHANDO SEUS FRUTOS: A VINHA DA SUA INTIMIDADE PESSOAL




Boa Noite, Amado(a) Leitor(a):Em nosso blog anterior abordamos acerca da vinha da liderança pessoal e da importância do relacionamento e comunhão íntima com DEUS para existência do domínio próprio em nossa vida e, consequentemente, evitarmos que a nossa coroa (liderança pessoal e área de influência) seja roubada.
Assim, hoje, gostaria neste blog de aprofundar um pouco mais sobre a liderança pessoal no que diz respeito à necessidade do cuidado que precisamos ter em relação à vinha de nossa intimidade pessoal devido ao fato de que a mesma é o nosso tesouro pessoal o qual quando nos descuidamos abrimos a porta para que a nossa coroa (liderança pessoal) seja roubada e sejamos vencidos cedendo a liderança de nossas vidas e o espaço de nossa influência pessoal para os(as) ladrões(as) de coroas!
Portanto, gostaria de abordar hoje sobre como de forma sutil podemos nos tornar vítimas dos ladrões ou ladras de coroas (da nossa liderança pessoal) e isto baseado nos textos bíblicos de Isaías 39: 1 – 7 e II Crônicas 12: 1-14:
(Isaías 39:1) - NAQUELE tempo enviou Merodaque-Baladã, filho de Baladã, rei de Babilônia, cartas e um presente a Ezequias, porque tinha ouvido dizer que havia estado doente e que já tinha convalescido.
(Isaías 39:2) - E Ezequias se alegrou com eles, e lhes mostrou a casa do seu tesouro, a prata, e o ouro, e as especiarias, e os melhores ungüentos, e toda a sua casa de armas, e tudo quanto se achava nos seus tesouros; coisa nenhuma houve, nem em sua casa, nem em todo o seu domínio, que Ezequias não lhes mostrasse.
(Isaías 39:3) - Então o profeta Isaías veio ao rei Ezequias, e lhe disse: Que foi que aqueles homens disseram, e de onde vieram a ti? E disse Ezequias: De uma terra remota vieram a mim, de Babilônia.
(Isaías 39:4) - E disse ele: Que foi que viram em tua casa? E disse Ezequias: Viram tudo quanto há em minha casa; coisa nenhuma há nos meus tesouros que eu deixasse de lhes mostrar.
(Isaías 39:5) - Então disse Isaías a Ezequias: Ouve a palavra do SENHOR dos Exércitos:
(Isaías 39:6) - Eis que virão dias em que tudo quanto houver em tua casa, e o que entesouraram teus pais até ao dia de hoje, será levado para Babilônia; não ficará coisa alguma, disse o SENHOR.
(Isaías 39:7) - E até de teus filhos, que procederem de ti, e tu gerares, tomarão, para que sejam eunucos no palácio do rei de Babilônia.
Você percebeu a sutileza do ataque? Percebeu como o processo da queda foi acelerado?
Veja bem:
primeiro um processo de crise (neste caso representado pela doença), depois a chegada de pessoas para sondar o ambiente, porém, chegando de forma disfarçada dando presentes (que podem ser elogios, galanteios, provocação para que se demonstre que é independente ou poderoso ou proposta de uma aventura sexual ou de qualquer outra coisa ilícita, etc) à pessoa que está fragilizada, e, em seguida ao ganhar a confiança, a entrada na sala do tesouro e das estratégias de defesa e ataque vendo absolutamente tudo o que não deveria ter visto da Casa do rei Ezequias, ou seja, o tesouro, a prata, o ouro, as especiarias, os melhores ungüentos, toda a sua casa de armas e tudo quanto se achava nos seus tesouros!
Percebeu que eu disse acelerado o processo de queda em vez de iniciado o processo de queda? Sabe por quê? Porque na verdade o processo de decadência e queda da realeza de Judá iniciou-se com a corrupção de Salomão e prosseguiu com a arrogância e leviandade de Roboão, filho de Salomão e com os demais descendentes, pois quase todos os descendentes que assumiram posteriormente o governo de uma forma ou de outra colaboraram dando sua contribuição para a queda total do sistema de governo vigente em Israel!
Veja que II Crônicas 12: 1-14 está escrito que o afastamento dos princípios da boa governança por parte de Roboão (uma conseqüência de ter feito o que era mau e não ter preparado o seu coração para buscar a DEUS) primeiro leva a uma guerra civil em seu País dividindo-o em dois e depois abre as portas para que sofra o primeiro ataque por parte de outro governante (o rei do Egito) o qual rouba os tesouros da casa do SENHOR, e os tesouros da casa do rei, levando tudo, inclusive os escudos de ouro que Salomão fizera, escudos estes que o rei Roboão substitui por escudos de bronze e entrega aos guardas que faziam a guarda da porta de sua casa e, depois, enfim, tempos mais tarde, o império Babilônico de fato toma tudo da nação de Judá (tesouros e pessoas) e os leva para a Babilônia conforme avisado pelo profeta Isaías!
Sabe, assim mesmo é a nossa vida pessoal: geralmente um momento de crise (doença, depressão, rompimento de um relacionamento, solidão, crise existencial, crise familiar, crise financeira, decepções, doença ou morte de um ente querido, etc) são fases que podem ocorrer em nossas vidas as quais nos expõem como estamos em relação a DEUS e podem nos fragilizar. Então, se formos imaturos (tivermos vaidade, vontade de fama, vontade de mostrar independência ou superioridade, desejo de chamar atenção, desejo de birra, de vingança ou de fuga, medo, etc) abrimos a porta para os ladrões e ladras dos tesouros (nossa intimidade pessoal) e por fim da nossa coroa (liderança e poder de influência)!
Você realmente prestou atenção e entendeu o processo da queda?- Falta de relacionamento pessoal e íntimo com DEUS pela falta de santidade (separação) de tudo aquilo que nos afasta de DEUS permitindo que os tesouros da Casa do SENHOR (momentos íntimos com DEUS que podemos ter pela oração, estudo dos ensinamentos Bíblicos, comunhão com pessoas que mantêm comunhão com ELE, etc) sejam roubados, isto é, permitindo que estes momentos (tempos) de ouro com DEUS (os escudos de ouro) sejam substituídos por momentos com coisas ou pessoas que não deveríamos dar valor de primazia (os escudos de bronze);
- Presunção em subestimar o inimigo e achar que se pode brincar com estes ladrões e ladras de coroas, pois veja que na resposta de Ezequias para o profeta Isaías (para a voz da consciência, sabedoria, ensino, instrução, admoestação, exortação e correção) fica subentendido que, para Ezequias, os emissários de Babilônia vieram de uma terra longe a qual não oferecia ameaça alguma!
- E, por último, abrir a sua intimidade para os ladrões e ladras permitindo que eles(as) vejam tudo que você tem: todo o seu tesouro, prata e ouro (toda a sua riqueza da intimidade pessoal), as especiarias e os melhores ungüentos (seus sonhos de projetos de vida, seus gostos e preferências pessoais, sua intimidade sexual, etc) e toda a sua casa das armas de defesa e ataque do seu reino (as armas de defesa e ataque do seu coração e de suas fragilidades pessoais) para que depois, assim, tudo isto passe a pertencer a eles(as) e, inclusive seus descendentes se tornem estéreis e escravos deles(as), colocando assim em risco a existência e continuidade na Terra de sua descendência física e/ou de seus sonhos, projetos de vida, resultados de trabalhos em prol de alguma causa que vale a pena ser perpetuada por gerações, etc...
Mas, depois que você percebe que sofreu a queda e fez um papel de pateta e bobo da corte, você vai continuar derrotado? Você só continua caído e derrotado se quiser!Veja que anos depois todos os tesouros da Casa do SENHOR (as primeiras riquezas que foram roubadas da nação de Israel pelo rei egípcio) são devolvidos para Judá pelo governante de outra nação (Ciro, o rei persa), iniciando assim Judá o seu processo de reconstrução como nação, conforme relatado no livro de Esdras 1. Este processo de reconstrução da nação de Israel inicia-se com a devolução dos tesouros da Casa do SENHOR, prossegue com a reconstrução espiritual e física da nação e do Templo e culmina com a vinda do Messias JESUS CRISTO e, tudo isto tendo a influência da ação e restauração espiritual e física iniciada por Ciro e prosseguida por outras pessoas como o profeta e sábio Daniel, o príncipe Zorobabel, o sacerdote-escriba Esdras, o copeiro Neemias, a rainha Ester, a profetisa Ana, o esperançoso e piedoso Simeão, etc, mostrando assim que para se levantar é necessário o firme propósito e a ação concreta de se levantar os quais precisam ser iniciados pela reconstrução do altar da comunhão com DEUS e também pela decisão de não termos orgulho e nem vergonha de pedir ajuda para outras pessoas de bem que nos possam ajudar neste processo de nos levantarmos, sejam elas quais forem!
Bem, enxergaram e perceberam mais uma vez quanto maná, conhecimento e ensinamento de sabedoria e de vida existem escondidos na Bíblia e como você perde em não conhecê-la?
Até mais um blog, com a Bendita Graça de DEUS...
 

Pra.Carmem (Pra. Acsa)

Nenhum comentário: