MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ

MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ - EDIFICANDO O CARÁTER E A LIDERANÇA NA IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO

UNIVERSIDADE TEOLÓGICA GRAÇA E PAZ – Site: https://sites.google.com/site/icfeinstitutocristaodeformacao/

(Gênesis 17:1) - "Eu Sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê íntegro".

(Levítico 19:2) - "Portanto, santificai-vos e sede santos, pois Eu sou o Senhor vosso Deus";

(Provérbios 14:34) - "A justiça exalta os povos, mas o pecado é a vergonha das nações".

(Apocalipse 22:11) - Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

* 9- CUIDANDO DA VINHA E COMPARTILHANDO OS SEUS FRUTOS: A VINHA DA IDENTIDADE E SUA RELAÇÃO COM A CAPACIDADE DE SONHAR, COM OS RITUAIS E COM O ESTILO DE LIDERANÇA





- A VINHA DA IDENTIDADE E SUA RELAÇÃO COM A CRIATIVIDADE, A CAPACIDADE DE SONHAR (IMAGINAÇÃO, IDEAIS, MOTIVAÇÕES), COM OS RITUAIS E COM O ESTILO DE LIDERANÇA -







Boa Noite, Amados(as) Leitores(as):

Aqui estamos para compartilhar mais uma vez com vocês os frutos de outra vinha!
Há um bom tempo tenho me sentido motivada para escrever sobre o tema do nosso blog de hoje e venho esperando a disponibilidade de tempo, os elementos disponíveis, o momento oportuno e a concatenação das idéias...
Certa vez eu estava a conversar com uma amiga minha sobre o motivo de atualmente vermos poucas novidades científicas e tecnológicas e poucas pessoas com a capacidade de sonhar (ter imaginação, ideais e motivações) e de manifestar materialmente falando a criatividade genuína em nosso mundo pós-moderno. Assim, ficamos a pensar se isto se deve ao fato de, com o amadurecimento da idade, devido sempre termos sido pessoas com fome e sede de conhecimento estamos agora percebendo que em relação ao conhecimento não existe mais muita novidade para nós ou se realmente estamos numa crise de identidade e de criatividade na humanidade de modo que temos mais presenciado releituras (melhorias tecnológicas e culturais) do que já existe do que verdadeiramente inovações e invenções em todas as dimensões existenciais do ser humano!
Portanto, hoje gostaríamos de refletir com você leitor(a) acerca do que alguns estudiosos têm escrito sobre a identidade e criatividade do ser humano e sobre o que DEUS tem para nos ensinar sobre o fenômeno da aquisição da identidade e sua relação com a criatividade, com a capacidade de sonhar (ter imaginação, ideais e motivações) e com os rituais.
Diversos autores destacam que a educação familiar e os relacionamentos familiares em conjunto com o método de ensino, a prática pedagógica e até mesmo a forma de organização e disposição espacial dos(as) alunos(as) nas salas de aula podem contribuir de forma significativa no processo de formação da identidade de um indivíduo e na ação de “bitolar” as pessoas e inibir a criatividade. Outros autores chegam inclusive a acusar o mau uso da televisão e do computador, os vícios das drogas e até mesmo a iniciação sexual precoce como grandes responsáveis pela pouca criatividade apresentada nos dias de hoje pelas pessoas na Terra nas diversas áreas do conhecimento, criatividade esta que apenas tem se manifestado por poucas pessoas em reduzidas áreas do conhecimento humano (informática, mecatrônica, biotecnologia, telecomunicações, design, etc).

Sinceramente escrevendo, eu penso que, na realidade, os problemas de identidade do ser humano e dos povos e nações da Terra em suas diferentes manifestações culturais assim como a pouca expressão da capacidade de sonhar e da criatividade humana nas diversas áreas do conhecimento e na tecnologia que estamos presenciando nos dias atuais é causada pelo conjunto de todos os fatores anteriormente mencionados pelos estudiosos deste fenômeno e por algo mais!
Carl Gustav Jung, Max Weber, Robert Moore, Douglas Gillette, etc, estão entre alguns autores que estudaram e elaboraram teorias acerca da identidade (a qual condiciona o indivíduo a algum status, papel e estilo de liderança na sociedade) e sobre a capacidade de sonhar (imaginar) e criatividade humana sempre relacionando com a questão dos arquétipos (com a fonte, princípio, origem, impressão, modelo, imagens do inconsciente individual e coletivo) idealizados e almejados na sociedade de forma individual e/ou coletiva.
Nos estudos destes autores podemos verificar a existência de diferentes arquétipos referenciais de status e papéis que os seres humanos podem manifestar os quais influenciam diretamente na forma de pensar e agir na sociedade, ou seja, no seu caráter, posição, papel e estilo de liderança na sociedade: o rei, o guerreiro, o amante ou o mago; o separado, o dedicado, o relacionado ou o integrado; o colegiado, o autocrático, o protetor ou o apoiador; intuição, sensação, sentimento ou pensamento, etc, valendo ainda destacar que estes arquétipos, segundo os estudiosos do fenômeno da identidade/liderança/arquétipos, teriam os seus correspondentes “sombras” no indivíduo criança (valentão exibicionista, filhinho de mamãe, trapaceiro sabichão ou tirano da cadeirinha alta; covarde, sonhador, palerma ou príncipe covarde) e adulto (sádico, viciado, manipulador frio ou tirano; masoquista, impotente, inocente negador ou covarde).
Interessante é observarmos como histórica e culturalmente os povos, nações, civilizações e impérios da Terra realmente têm seus arquétipos inspiradores em forma de símbolos os quais revelam a identidade presente e/ou almejada de sua sociedade: a águia, o leão, figuras geométricas (estrelas, triângulos, etc), árvores, folhas de árvores, lua, sol, espadas, foices, etc.
Interessante também é observarmos como o conhecimento teológico Bíblico (no Antigo e Novo Testamento) compara e relaciona os seres humanos, povos, civilizações e impérios com alguns arquétipos os quais revelam como DEUS vê a essência e o comportamento dos mesmos em sua manifestação existencial: casa, árvore, corsa, peixe, frutos, figueira, oliveira, cedro, sol, lua, estrelas, luz, sal, fermento, pérolas, cordeiro, leão, criança, rei, príncipe, conselheiro, sábio, porta, caminho, a virgem, o guerreiro, o artífice, o arquiteto, rocha, pedra, bom pastor, mordomo, dona de casa cuidadosa, pomba, música, panela, fonte de águas, fogo, martelo, diamante, vasos, atleta, fundamento, banqueiro, águia, jardim regado, manancial cujas águas nunca faltam, reparador de roturas, restaurador de veredas para morar, pescador, mulher em dores de parto, serpente, jumento, leviatã, lobo, víboras, urso, bode, abrolhos, infiel, besta, dragão, gafanhoto, devorador, tolo, cego, prostituta, louco, trevas, mercenário, ladrão, covarde, etc.
Mas, então, qual será mesmo a relação entre identidade, criatividade, capacidade de sonhar (imaginação, ideais e motivações) e os rituais?
Sabe, como já deu para perceber, uma pessoa, um povo, uma nação e uma civilização é, e, consequentemente se torna aquilo que consciente e inconscientemente projeta acerca de si mesmo (os arquétipos), projeção esta que tem relação com o imaginário (criatividade e tipo de sonho) o qual é influenciado por aquilo que exerce atração e que por sua vez revela a essência de um indivíduo, povo, nação e civilização e seu sistema de valores, crenças e práticas ritualísticas!Infelizmente vivemos hoje numa sociedade em crise de identidade e valores, onde o certo é tido como errado e o errado como o certo, pois um novo estilo de vida foi sacramentado onde tudo é relativo, não existindo verdades absolutas inclusive na questão ética e moral, passando a verdade a ser aquela que melhor convém e agrada as pessoas em termos de benefícios e de escapar de colher os frutos (consequências) dos seus desvios de comportamentos em relação à ética, justiça, pudor, etc!
Assim, como esperar uma geração de pessoas criativas se elas acreditam que não precisam estimular a sua criatividade pela disciplina dos seus instintos e pela dedicação a práticas (rituais) que promovam a obtenção do conhecimento, da sabedoria e da capacidade de sonhar (imaginar) em todas as dimensões existenciais de sua vida?
Como esperar uma geração de pessoas criativas se atualmente a frente da mídia e da produção cultural e política dos povos e nações da Terra infelizmente estão em geral pessoas que em sua maioria são hedonistas, cínicas, zombadoras e escarnecedoras de DEUS, escravas do pecado e dos prazeres e completamente destituídas de senso de ética, de pudor, de justiça e que tentam suprir a cegueira espiritual e o vazio de seus corações com o, conforme o Apóstolo Paulo nos ensina, “comamos e bebamos que amanhã morreremos”, sendo pessoas “cujo deus é o ventre, cuja glória repousa apenas naquilo que é terreno” e que costumam estabelecer como absoluto aquilo que é corrompido e efêmero, e, com o agravante de não quererem buscar a cura espiritual, mental, comportamental e cultural que unicamente DEUS pode operar?
Apenas para citar como um dos exemplos, você sabe que, infelizmente, o Brasil está se preparando para mais um ritual cultural, o carnaval, a festa das bebidas, drogas ilícitas, licenciosidade, perversão sexual, pessoas mascaradas e fantasiadas vivendo dias de mentiras, sexo livre, homem se vestindo de mulher, etc! Isto me faz lembrar uma reflexão que certa vez DEUS em conversa disse ao profeta Isaías em relação à nação de Israel quando a mesma vivia numa fase de extrema corrupção espiritual, ética, moral, religiosa, cultural, social, política e econômica: “mas este é um povo roubado e saqueado; todos estão enlaçados em cavernas, e escondidos em cárceres; são postos por presa, e ninguém há que os livre; por despojo, e ninguém diz: Restitui” (Isaías 42:22).
E qual o resultado deste engodo “cultural” brasileiro chamado carnaval?
Aumento na população de doenças incuráveis e sexualmente transmissíveis, da gravidez indesejada, dos abortos, lares desfeitos, dívidas, mortes (por acidentes e assassinatos), violências sexuais, prisão psicológica nos desvios de comportamento do homossexualismo, lesbianismo, fornicação, adultério, lavagem do dinheiro do narcotráfico, etc, ou seja, um povo realmente saqueado e roubado, e nós, todos os cidadãos brasileiros, tendo que com os nossos impostos (que são frutos do nosso árduo trabalho) bancar o peso dos gastos com a construção das estruturas carnavalescas e convocação de efetivos de segurança e saúde para este período de alienação e histeria coletiva e depois tendo ainda que também gastar nossos impostos com a população bancando remédios contra doenças incuráveis e sexualmente transmissíveis, internamentos hospitalares, cirurgias, conserto de logradouros e veículos de transportes públicos, etc!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Você quer ver mais alguns exemplos de falta de criatividade e como temos a tendência de engessar e tornar absoluto os rituais?
- Os rituais das tradições religiosas dos povos e nações da Terra para levar o adepto a se relacionar com DEUS!
Você já observou como os povos e nações da Terra historicamente em suas concepções e práticas ritualísticas religiosas têm dificuldades em aceitar a mensagem do Evangelho e a realidade de que CRISTO JESUS substitui definitivamente a necessidade de diversos intermediários humanos, sacrifícios (animais, etc.), para chegarmos ao PAI?
- O ritual de posse de presidente(a) no Brasil!
Será que, apesar do Leviatã brasileiro de forma autoritária estabelecer que ele mesmo não é obrigado a cumprir as normas de segurança de trabalho em favor dos seus serviçais, não existe algum profissional em cerimonial com criatividade suficiente para ter um plano “B” (alternativo) para um ritual de posse em caso de tempo chuvoso, ritual este o qual evite assim que o público se molhe na chuva e que os(as) soldados corram na chuva correndo riscos de acidentes? Precisa, portanto, para mostrar a solidez e imutabilidade do sistema e de sua estrutura, tornar absoluto um ritual fazendo algo que nem mesmo o próprio DEUS fez e faz, pois ELE próprio, ao perceber a necessidade humana e o momento histórico oportuno e ideal, teve flexibilidade para mudar o ritual (a forma e a prática) de acesso a ELE pela substituição do Antigo pelo Novo Testamento?
Sabe, certa vez, num dos raros momentos de sentar para assistir algo na televisão, eu estava casualmente procurando assistir alguma coisa interessante na tv e parei num canal onde estava passando um documentário sobre estratégias e táticas de guerras de aviões de combate militar. Neste episódio bastante interessante passou a história de um piloto israelense que até hoje é considerado um dos maiores pilotos de avião de caça do mundo e o que mais abateu aviões inimigos em combate na história da humanidade.
A história deste piloto é um exemplo que mostra como alguém, por amar o sonho que possuía e por ter em si mesmo o arquétipo de um líder que sabe estabelecer objetivo e metas de vida, pode perseguir um alvo de vida até alcançá-lo, superando todos os obstáculos, as portas fechadas e as derrotas sofridas: ele foi rejeitado na primeira tentativa de entrar para a força aérea de aviões de combate israelense, mas, não desistiu, aprimorou a sua preparação para entrar neste serviço militar e, durante o período de preparação para a segunda tentativa, não deixou de buscar realizar o seu sonho (teve o plano B e o colocou em prática), pois se tornou um paraquedista e saltava pelos céus fazendo vôos, acrobacias e loops incríveis deixando voar a sua criatividade e imaginação pelos céus!
E, justamente esta sua ousadia em não desistir dos seus sonhos e de fazer coisas incríveis com o paraquedas foi que o salvou de mais de uma emboscada de esquadrilha de aviões inimigos e lhe permitiu abater os mesmos tornando-lhe o maior abatedor de caças da história! E isto, porque através das incríveis acrobacias que fazia com o paraquedas ficou treinado e acostumado de tal forma que fazia a mesma coisa com os aviões de caças, acrobacias estas que seus colegas pilotos não conseguiam fazer em seus aviões tendo ele inclusive sido chamado de louco por um de seus comandantes que certa vez quis experimentar com este piloto o que ele fazia com o seu avião!
Porém, repito, foi justamente a sua perseverança, disciplina, ousadia em sonhar e fazer aquilo que ninguém queria ou achava possível e importante de ser feito que lhe capacitou de tal forma que fazia coisas incríveis com seu avião, salvou a sua vida de ataques inimigos e lhe permitiu adquirir uma visão de combate extraordinária, pois até hoje se desconhece a existência de um piloto como ele que tenha abatido tantos aviões inimigos e que tenha a capacidade de ver estes aviões inimigos até mesmo cerca de 30 km de distância sendo isto algo incomum pelo fato de que em geral os pilotos de caça só conseguem enxergar aviões numa distância de até no máximo em torno de 11 km!
Outro exemplo de inteligência, criatividade e imaginação: Isaac Newton, uma das mais brilhantes mentes humanas que existiu na Terra! Qual o segredo de sua inteligência e criatividade que possibilitaram e têm possibilitado descobertas e avanços incríveis para a humanidade em diversas áreas do conhecimento até os dias de hoje?
Relacionamento com DEUS de forma tal que não via contradição alguma entre religião e ciência, entre fé e razão e, também disciplina e dedicação à aquisição do conhecimento, sendo por isto mesmo que certa vez ele disse que “se cheguei mais longe, foi porque estive apoiado sobre ombros gigantes”, referindo-se assim a sua decisão e disciplina de estudar o conhecimento teológico, filosófico e matemático existente acumulado historicamente pela humanidade e de se dedicar à reflexão e investigação científica teológica, filosófica e matemática!
Sociologicamente e antropologicamente falando é fato histórico já estudado e comprovado por diferentes autores(as) que os grandes movimentos e saltos de qualidade nos aspectos conhecimento cultural, científico, tecnológico e prosperidade material apresentado por povos e nações da Terra sempre vêm acompanhados de uma renovação/revolução espiritual, mudança de matriz de pensamento (nas concepções religiosa, jurídica, cultural, social, política e econômica), de arquétipos referenciais e de práticas ritualísticas em diferentes áreas da dimensão existencial, modificações estas baseadas em princípios e valores aprovados por DEUS e que, consequentemente, promovem o bem comum!
Atualmente, pelo que estamos verificando nos povos e nações da Terra, como já ocorreu em diferentes períodos de tempo e nas diversas sociedades humanas, estamos presenciando mais uma vez a desconstrução de muitos arquétipos, pois o povo não é idiota, merece respeito e, mais cedo ou mais tarde, pela constatação da verdade dos fatos e conscientização da realidade das condições existenciais, os seus olhos são abertos, arquétipos enganosos são desmascarados, mitos são desfeitos, o encanto, a magia e a força do ritual (sejam eles quais forem) são quebrados, porque como o próprio JESUS nos ensina, quando a luz deixa de brilhar e o sal perde o seu sabor para nada mais presta a não ser para ser lançado fora e ser pisado, pois perde-se a credibilidade, a legitimidade e a legalidade e, então, temos o espaço e o momento abertos para abalos de estruturas (sejam elas quais forem), para as mudanças sistêmicas e para um novo ciclo que poderá ou não, com o passar do tempo e as ações das pessoas, ter o mesmo fim do ciclo que lhe antecedeu!
Para terminar, eu lhe convido a fazer uma reflexão pessoal com as seguintes perguntas:
- Qual o arquétipo que você, sua família e sua nação têm como alvo e inspiração?
- Quais os rituais que você, sua família e sua nação têm praticado? Têm sido para promover uma identidade espiritual, cultural e material boa e verdadeiramente gloriosa na Terra e que produzem bons frutos no presente, para as futuras gerações e para a eternidade?
- Você acredita que o CRIADOR do Universo, em CRISTO JESUS, tem poder para operar o milagre da cura espiritual, emocional, cultural e material que todos(as) nós precisamos em alguma área de nossas vidas e, está você disposto(a) a permitir que ELE opere este milagre?
As respostas e a decisão apenas você, sua família e sua nação podem dar e escolher, assim como também as conseqüências desta decisão com certeza serão boas ou ruins para você, sua família e sua nação quer seja no presente, no futuro e para toda a eternidade, cabendo a você decidir se vai ser ou não para você mesmo(a), para a sua família e sua nação um(a) herói civilizador(a) e um(a) multiplicador(a) de heróis civilizadores(as)...

Pra.Carmem (Pra. Acsa)

Nenhum comentário: