MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ

MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ - EDIFICANDO O CARÁTER E A LIDERANÇA NA IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO

UNIVERSIDADE TEOLÓGICA GRAÇA E PAZ – Site: https://sites.google.com/site/icfeinstitutocristaodeformacao/

(Gênesis 17:1) - "Eu Sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê íntegro".

(Levítico 19:2) - "Portanto, santificai-vos e sede santos, pois Eu sou o Senhor vosso Deus";

(Provérbios 14:34) - "A justiça exalta os povos, mas o pecado é a vergonha das nações".

(Apocalipse 22:11) - Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

FELIZ FESTA DAS LUZES (CHANUKAH), FELIZ NATAL!






Boa Tarde, Querido(a) Leitor(a):

Estamos finalizando mais um ano que DEUS na Sua Graça maravilhosa nos deu como oportunidade para estarmos vivos participando da Sua Criação neste planeta chamado Terra. E, eu gostaria de finalizar este ano com esta mensagem que fala sobre a Festa das Luzes.

Dezembro é o mês do Natal e também da festa judaica chamada Festa das Luzes (Chanucá, Hanucá) a qual os judeus comemoram em memória à reinauguração e dedicação do templo ocorrida em 165 a. C, dedicação esta ocorrida após o saque e profanação realizada pelo rei Selêucida Antíoco Epifânio e, segundo a tradição judaica, marcada pelo fato de que miraculosamente o azeite (o qual era usado para acender o Candelabro Sagrado - Menorah) que possuía apenas quantidade para durar um dia, durou oito dias.

Este episódio da instauração da Festa das Luzes tem como centro principal o templo em Israel cujo desenho e medidas foram fornecidas por DEUS a Davi (I Crônicas 28: 11-21) para abrigar o Tabernáculo da Aliança que continha o “lugar Santo e o lugar Santo dos Santos”, Tabernáculo este o qual por sua vez teve o desenho e medidas mostrados por DEUS a Moisés (Êxodo capítulos 25 - 40).

O templo (cujas medidas representam a simetria exata do corpo humano, sendo figura da habitação que DEUS deseja ter em nós) foi construído no Monte Moriá, em Israel, local este onde DEUS provou a fé de Abraão na questão do sacrifício do seu filho Isaque (Gênesis 22), onde Jacó, quando fugia de seu irmão Esaú, ao dormir no repouso sabático viu uma escada que ligava a Terra aos Céus com anjos subindo e descendo por ela (Gênesis 28), onde Davi edificou um altar a DEUS num ato de arrependimento da sua soberba e orgulho que resultaram na morte de setenta mil homens na nação de Israel (II Samuel 24) e, onde JESUS, em Sua passagem como ser humano na Terra, antes de morrer fez a limpeza expulsando deste templo todos os que estavam negociando nele, tendo inclusive dito, para as pessoas que questionaram a Sua autoridade para fazer esta ação realizada por ELE, que o templo é a lembrança da presença e lugar sagrado e de primazia que DEUS deve ter na vida do ser humano e que, mesmo sendo destruído, pelo pecado humano, DEUS tem poder para reedifica-lo (João 2), referindo-se assim à ressurreição dos mortos.

Este Monte Moriá (onde foi construído o templo em Israel) fica na cidade que Jacó (ao ver a escada que ligava a Terra aos Céus) chamou de Betel (Casa de DEUS), cidade esta que outros povos chamavam de Luz por ser uma cidade onde fenômenos sobrenaturais sempre foram vistos neste local.

A cidade de Betel e o Monte Moriá (atualmente pertencentes à Cidade de Jerusalém) estão localizados nas coordenadas terrestres que apontam para as coordenadas celestes da Constelação de Órion (nebulosa M42 ou NGC 1976) que possui estrelas bem brilhantes, sendo que três delas popularmente são conhecidas como as “Três Marias”. Outra estrela desse conjunto de estrelas brilhantes da Constelação de Órion chama-se Alfa Betelguese (cujo nome significa Portal da Casa de DEUS) cujo diâmetro é estimado em 550 a 920 vezes maior que o do Sol da Via Láctea que habitamos, brilhando o equivalente a 60 mil sóis, estando a 425 anos-luz de distância. Vale ainda salientar que as Três grandes pirâmides do Egito (pirâmides de Gizé) estão alinhadas de acordo com o cinturão de estrelas “Três Maria” desta Constelação de Órion.

Atualmente Betel (Luz) é considerada na ufologia mundial como um dos locais que desde a antiguidade tem manifestado a casuística ufológica, sendo considerado também como um dos portais dimensionais que liga a Terra com outras dimensões espaço-tempo.

Interessante ainda é relatarmos que em dezembro de 1848 Ellen G. White (a fundadora do movimento e Igreja Adventista do Sétimo Dia), que não era astrônoma, não entendia coisa alguma de astronomia e nem nesta época existiam equipamentos sofisticados de observação dos astros, teve um sonho onde ela viu que a “Santa Cidade de Jerusalém Celestial” (o Palácio das Moradas do Altíssimo que virá dos Céus para estar entre os seres humanos no advento do novo Céu e nova Terra que surgirão, Apocalipse 21) descia por esta Nebulosa de Órion.

Em 1959 o Professor Julio Minham, membro da Associação Brasileira de Astronomia, escreveu que, segundo as imagens obtidas do Observatório de Mont Palomar na Califórnia, em Órion existe um túnel (vórtex, espaço aberto, passagem de energia) que é tão largo a ponto de comportar noventa sistemas solares, possuindo assim a largura mais do que necessária para descida do novo Céu, da nova Terra e da Santa Cidade de Jerusalém Celestial cujas medidas e área de construção jamais foram feitas por ser humano ou civilização alguma na Terra, sendo uma construção que extrapola a capacidade e possibilidade humana de realizar e manter uma construção palaciana como esta na Terra.
Assim, a Festa das Luzes, cujo tema central é a reinauguração e dedicação do templo religioso em Israel, nos mostra a necessidade de existência de um local e a chegada de um momento marcado pelo estabelecimento de um elo que liga a humanidade com DEUS, local, momento e elo estes que nos trazem os seguintes ensinamentos:
- No episódio ocorrido com Abraão e seu filho Isaque vemos que este local, momento e elo só são possíveis existirem porque DEUS desde o princípio separou o que tem de melhor (JESUS CRISTO) para a Sua Criação no Universo (Gênesis 3: 13 - 15; João 1; I João 4: 9 -10; Apocalipse 13:8). Por isto é necessário entendemos e decidimos que o melhor que temos deve ser entregue a DEUS. Isto se chama conversão total (de todas as áreas e dimensões existenciais da nossa vida) a DEUS.
- No episódio ocorrido com Jacó percebemos que este local, elo e momento só são possíveis vermos quando aquietamos e descansamos plenamente nosso espírito, mente e corpo na presença de DEUS;
- No episódio ocorrido com Davi constatamos que este local, elo e momento são realidades existenciais e vivências para termos consciência da necessidade de nos chegarmos a DEUS com coração quebrantado e arrependido reconhecendo o nosso pecado diante de DEUS e nos conscientizando de que todo e qualquer pecado não prejudica apenas a nós mesmos(as), mas também outras pessoas.
- No episódio ocorrido com JESUS entendemos que a continuidade e permanência deste local, elo e momento de comunhão com DEUS só são possíveis quando temos a consciência e agimos na perspectiva de que jamais em tempo algum devemos profanar a nossa comunhão com DEUS seja por qual motivo for, inclusive devendo ter muito cuidado para que a ganância do materialismo não faça com que percamos o foco e a finalidade de tudo aquilo que DEUS estabelece como sendo o elo que nos liga a ELE, foco e finalidade esta que consistem na unidade e comunhão perfeita entre nós e a Sua pessoa, respeitando ELE como a Pessoa que realmente ELE é: O Criador do Universo e a única Pessoa que verdadeiramente tem credenciais e poder para ser nosso Salvador e Redentor em CRISTO JESUS!
Portanto, que no Natal e Festa das Luzes sempre lembremos que DEUS já estabeleceu e restaurou o local, momento e elo que nos liga a ELE mesmo na Pessoa de Seu Filho JESUS CRISTO restando apenas a nós aceitar que este local possa ser transportado para dentro de nós mesmos conforme o próprio JESUS CRISTO nos ensinou (João 4: 21 – 24; 14), pois esta é a vontade de DEUS!
Feliz Festa das Luzes, Feliz Chanukah, Feliz Natal!
Pra.Carmem (Pra. Acsa)

Nenhum comentário: