MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ

MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ - EDIFICANDO O CARÁTER E A LIDERANÇA NA IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO

UNIVERSIDADE TEOLÓGICA GRAÇA E PAZ – Site: https://sites.google.com/site/icfeinstitutocristaodeformacao/

(Gênesis 17:1) - "Eu Sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê íntegro".

(Levítico 19:2) - "Portanto, santificai-vos e sede santos, pois Eu sou o Senhor vosso Deus";

(Provérbios 14:34) - "A justiça exalta os povos, mas o pecado é a vergonha das nações".

(Apocalipse 22:11) - Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

SETEMBRO-FELIZ ANIVERSÁRIO JESUS CRISTO...

Há mais de três mil anos atrás, na Festa dos Tabernáculos, nasceu o Verbo Eterno que se fez homem para habitar entre nós e para sempre mudar a História de toda humanidade...Feliz Aniversário JESUS CRISTO...


DESCRIÇÃO HSTÓRICA DA APARÊNCIA FÍSICA DE JESUS CONFORME A CARTA QUE PÚBLIO LÍTULO (ANTECESSOR DE PILATOS) ESCREVEU NUMA MENSAGEM OFICIAL ENVIADA AO SENADO ROMANO CONFORME RELATADO PELO HISTORIADOR GREGO NICÉFORO CALISTO NO SÉCULO XIV DEPOIS DE CRISTO:

“Jesus é de elevada estatura, distinto e de rosto venerável. Qualquer pessoa que olhe para ele sente-se ao mesmo tempo inspirada pelo amor e pelo temor. Seus cabelos são encaracolados, de cor muita escura e brilhante, flutuando sobre os seus ombros, divididos ao meio da cabeça ao modo dos nazarenos (ou melhor, dos nazireus, ou seja, dos que haviam feito voto de nazireado). Sua testa é despojada e serena; seu rosto, sem ruga nem mancha, é gracioso e de pele não muito morena. Seu nariz e sua boca são regulares. Sua barba, abundante e partida ao meio. Seus olhos são de cor cinzenta, matizada de azul-claro. Quando repreende, ele é terrível, quando admoesta ele é doce, amável e alegra, sem perder nunca a gravidade. Jamais foi visto sorrir; mas chorar foi visto com frequência. Mantém-se sempre de porte ereto e elevado. Suas mãos e seus braços são agradáveis à vista. Fala pouco e com modéstia. É o mais formoso dos filhos dos homens”.    

Interessante que esta descrição é similar com a descrição que o Apóstolo João fez de Jesus no capítulo primeiro do Evangelho que ele escreveu conforme coloco abaixo. Aconselho que se vocês querem fazer um retrato de CRISTO leiam este Evangelho, pois dos quatro Evangelhos que estão na Bíblia, o Evangelho de João é o que mais descreve a aparência e a essência de Cristo, sendo isto um consenso universal entre aqueles que já leram e estudam a Bíblia.

(João 1:1) - No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
(João 1:2) - Ele estava no princípio com Deus.
(João 1:3) - Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
(João 1:4) - Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens.
(João 1:5) - E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.
(João 1:6) - Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João.
(João 1:7) - Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele.
(João 1:8) - Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz.
(João 1:9) - Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo.
(João 1:10) - Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu.
(João 1:11) - Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
(João 1:12) - Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;
(João 1:13) - Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.
(João 1:14) - E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.
(João 1:15) - João testificou dele, e clamou, dizendo: Este era aquele de quem eu dizia: O que vem após mim é antes de mim, porque foi primeiro do que eu.
(João 1:16) - E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça.
(João 1:17) - Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.
(João 1:18) - Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou.
(João 1:19) - E este é o testemunho de João, quando os judeus mandaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para que lhe perguntassem: Quem és tu?
(João 1:20) - E confessou, e não negou; confessou: Eu não sou o Cristo.
(João 1:21) - E perguntaram-lhe: Então quê? És tu Elias? E disse: Não sou. És tu profeta? E respondeu: Não.
(João 1:22) - Disseram-lhe pois: Quem és? para que demos resposta àqueles que nos enviaram; que dizes de ti mesmo?
(João 1:23) - Disse: Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías.
(João 1:24) - E os que tinham sido enviados eram dos fariseus.
(João 1:25) - E perguntaram-lhe, e disseram-lhe: Por que batizas, pois, se tu não és o Cristo, nem Elias, nem o profeta?
(João 1:26) - João respondeu-lhes, dizendo: Eu batizo com água; mas no meio de vós está um a quem vós não conheceis.
(João 1:27) - Este é aquele que vem após mim, que é antes de mim, do qual eu não sou digno de desatar a correia da alparca.
(João 1:28) - Estas coisas aconteceram em Betânia, do outro lado do Jordão, onde João estava batizando.
(João 1:29) - No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.
(João 1:30) - Este é aquele do qual eu disse: Após mim vem um homem que é antes de mim, porque foi primeiro do que eu.
(João 1:31) - E eu não o conhecia; mas, para que ele fosse manifestado a Israel, vim eu, por isso, batizando com água.
(João 1:32) - E João testificou, dizendo: Eu vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre ele.
(João 1:33) - E eu não o conhecia, mas o que me mandou a batizar com água, esse me disse: Sobre aquele que vires descer o Espírito, e sobre ele repousar, esse é o que batiza com o Espírito Santo.
(João 1:34) - E eu vi, e tenho testificado que este é o Filho de Deus.
(João 1:35) - No dia seguinte João estava outra vez ali, e dois dos seus discípulos;
(João 1:36) - E, vendo passar a Jesus, disse: Eis aqui o Cordeiro de Deus.
(João 1:37) - E os dois discípulos ouviram-no dizer isto, e seguiram a Jesus.
(João 1:38) - E Jesus, voltando-se e vendo que eles o seguiam, disse-lhes: Que buscais? E eles disseram: Rabi (que, traduzido, quer dizer Mestre), onde moras?
(João 1:39) - Ele lhes disse: Vinde, e vede. Foram, e viram onde morava, e ficaram com ele aquele dia; e era já quase a hora décima.
(João 1:40) - Era André, irmão de Simão Pedro, um dos dois que ouviram aquilo de João, e o haviam seguido.
(João 1:41) - Este achou primeiro a seu irmão Simão, e disse-lhe: Achamos o Messias (que, traduzido, é o Cristo).
(João 1:42) - E levou-o a Jesus. E, olhando Jesus para ele, disse: Tu és Simão, filho de Jonas; tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro).
(João 1:43) - No dia seguinte quis Jesus ir à Galiléia, e achou a Filipe, e disse-lhe: Segue-me.
(João 1:44) - E Filipe era de Betsaida, cidade de André e de Pedro.
(João 1:45) - Filipe achou Natanael, e disse-lhe: Havemos achado aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José.
(João 1:46) - Disse-lhe Natanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? Disse-lhe Filipe: Vem, e vê.
(João 1:47) - Jesus viu Natanael vir ter com ele, e disse dele: Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há dolo.
(João 1:48) - Disse-lhe Natanael: De onde me conheces tu? Jesus respondeu, e disse-lhe: Antes que Filipe te chamasse, te vi eu, estando tu debaixo da figueira.
(João 1:49) - Natanael respondeu, e disse-lhe: Rabi, tu és o Filho de Deus; tu és o Rei de Israel.
(João 1:50) - Jesus respondeu, e disse-lhe: Porque te disse: Vi-te debaixo da figueira, crês? Coisas maiores do que estas verás.
(João 1:51) - E disse-lhe: Na verdade, na verdade vos digo que daqui em diante vereis o céu aberto, e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem.

Pra.Carmem (Pra. Acsa)

Nenhum comentário: