MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ

MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ - EDIFICANDO O CARÁTER E A LIDERANÇA NA IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO

UNIVERSIDADE TEOLÓGICA GRAÇA E PAZ – Site: https://sites.google.com/site/icfeinstitutocristaodeformacao/

(Gênesis 17:1) - "Eu Sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê íntegro".

(Levítico 19:2) - "Portanto, santificai-vos e sede santos, pois Eu sou o Senhor vosso Deus";

(Provérbios 14:34) - "A justiça exalta os povos, mas o pecado é a vergonha das nações".

(Apocalipse 22:11) - Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

SÓ MORREMOS PORQUE PROFANAMOS (ULTRAPASSAMOS) OS SANTUÁRIOS (LIMITES) ESTABELECIDOS POR DEUS!

 Parte-1

 Parte-2






Esta reflexão a qual hoje estou compartilhando envolve os temas “Pacto” e “Profanação dos Santuários”.
Há muito tempo atrás, ouvindo lideranças religiosas e me aprofundando no estudo da Bíblia, aprendi sobre o tema “Pacto” de DEUS com a humanidade seja no aspecto das Alianças do Antigo Testamento (com Adão e Eva pelo casamento e pela Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, com Abraão e Saara, com a nação de Israel, com as famílias das Casas de Levi e de Davi, etc), seja no aspecto da Aliança do Novo Testamento entre JESUS e a humanidade.
Agora, ampliando as estacas e tendas dos conhecimentos acerca deste tema “Pacto” e colocando-o na perspectiva do tema “Profanação dos Santuários” de Ezequiel 28, escrevo sobre o mesmo, pois nestes últimos dias pude observar mais coisas sobre o que significa “Pacto” e pude também entender mais o que significa a “Profanação dos Santuários”!
Sendo assim, eu hoje compartilho esta mensagem sobre estes temas “Pactos” e “Profanação dos Santuários” baseados em Ezequiel 28 e em Gênesis 1 a 11, conhecimentos, entendimento e sabedoria estes os quais, confesso, eu mesma estou surpresa por tantos entendimentos que DEUS me deu nestes últimos dias! Assim, vamos aos temas...
Você já observou como todos os nossos relacionamentos dos mais simples aos mais complexos estão baseados em pactos (alianças), ou seja, em acordos de convivência (contratos sociais) onde, de forma oficial e declarada ou não, podemos ver as credenciais (os sinais) e os desdobramentos (conseqüências) destes pactos? Este fenômeno faz parte da natureza intrínseca dos seres humanos, pois quando DEUS (por Seu Filho JESUS, ou seja, pela ação do VERBO ETERNO propagada em frequências sonoras) criou a Terra, ELE estabeleceu nela o primeiro casal de humanos. Na verdade, estas duas pessoas (chamadas por diversos nomes em diferentes línguas e culturas e que na nossa cultura Judaico-Cristã de língua portuguesa chama-se Adão e Eva) foram colocadas na Terra como cabeças federativas da Terra (um dos Santuários de DEUS) a partir não só de um pacto, mas, sim de três pactos que DEUS estabeleceu com eles, sendo este o entendimento que veio a minha mente:
- Primeiro Pacto: O pacto deles com a Terra com cinco cláusulas: dieta alimentar isenta de carnes, descanso da Terra (uso não intensivo dos recursos naturais), atividade agrária de produção vegetal como ofício de trabalho, responsabilidade de guardar o planeta e calendário lunar como padrão de referência temporal para todas as atividades na Terra (Gênesis 1: 28-30; 2: 1-3; 15; 3:8);
- Segundo Pacto: O pacto deles com DEUS (Gênesis 2: 9; 16-17);
- Terceiro Pacto: O pacto deles com eles mesmos contendo duas cláusulas: de casamento entre o homem e a mulher e de fraternidade universal entre os seres humanos (Gênesis 2: 21-25; livro do profeta Malaquias 2: 10-17);
Abrindo um primeiro parêntese:
você estranhou o motivo de eu ter chamado a Terra de um dos Santuários de DEUS?

Um Santuário, em toda e qualquer religião, significa um local de consciência da presença de um Ser maior que nós O qual merece nosso respeito, respeito este representado pela observância dos princípios estabelecidos por este Ser neste Santuário!
Sabe, JESUS em uma de suas últimas instruções aos seus discípulos disse que na Casa do PAI há muitas moradas (João 14:2) e em João 1 e Hebreus 11: 3 nos é revelado respectivamente que DEUS pelo poder da PALAVRA (JESUS) criou a Terra e vários mundos. Por isto, em Gênesis 2: 8-17 nos é mostrado que toda a Terra estava conectada com o Jardim do Éden, um local que por sua vez conectava a mesma com a dimensão espaço-tempo da Eternidade existente neste Jardim do Éden, sendo portanto toda a Terra não só apenas um dos mundos criados por DEUS como também um jardim que era regado pelas fontes de águas do Jardim do Éden e, um dos Santuários (local da presença) de DEUS, onde ELE passeava pela mesma para conversar com Adão e Eva (Gênesis 3:8), cabendo assim ao ser humano reproduzir e expandir o Jardim do Éden na Terra (Genesis 1: 26-28; 2: 15), Terra esta portanto que não foi dada aos seres humanos para eles fazerem o que quiserem com ela (Levítico 25: 23; Salmos 89:11; 115:16)!
Porém, como você já sabe, quer acredite ou não, algo muito grave aconteceu: este casal que era cabeça federativa, quebrando a quarta cláusula do primeiro pacto resolveu ouvir a voz da desobediência de um intruso e estranho (Satanás) e quebrar o segundo pacto (o pacto deles com DEUS) ao profanarem (ultrapassarem) o limite de conhecimento estabelecido e avisado por DEUS, isto é, ao terem comido a Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal! E, você e eu também já sabemos e experimentamos até hoje as graves conseqüências desta ação deles: ao aceitarem o feitiço (sugestão) de Satanás permitiram que o princípio da rebelião de Satanás (seu DNA também gerado por uma freqüência sonora, sendo este outro entendimento que tive) entrasse em sua genética, trazendo a morte (separação) para e entre eles e sua descendência e para todo o planeta Terra, pois, sem arrependimento e sem voltarem à comunhão com DEUS e, tendo assimilado o princípio da rebelião, continuaram a se corromper, ou seja, continuaram cada vez mais a manifestar a atitude de ir além dos limites (profanar) os princípios estabelecidos por DEUS e, assim, continuaram a quebrar cada vez mais em todas as dimensões os três pactos, sendo que, no primeiro pacto (regido pelos princípios do PI e do PHI), ao quebrar o mesmo passaram a interferir e alterar a malha energética da Terra (Redes Peyré, Hartmann, Curry, etc) a qual, pela lei da ação e reação (baseada no princípio universal de que se colhe aquilo que se planta), passou a produzir alterações e mutações genéticas nos outros seres vivos e no próprio ser humano (Gênesis 3: 17-18; 4: 11-12; Levítico 18: 20-28; Isaías 24; Romanos 8: 18-23), sendo por isso que adoecemos e morremos e, umas das provas disto é que os primeiros seres humanos que existiram na Terra chegaram a viver quase 1000 anos, caindo a expectativa de vida a medida que mais e mais se corrompiam, ou seja, a medida que mais e mais quebravam os três pactos (Gênesis 5), sendo este outro entendimento que tive!Então, imediatamente depois deste evento algo muito grave aconteceu novamente: a partir da consciência do bem e do mal, Adão já enfeitiçado pelo DNA de Satanás, não vê mais Eva como Varoa (sua imagem e semelhança), como ossos dos seus ossos e carne da sua carne, como a ajudadora idônea e, a sua altura na responsabilidade de governar a Terra (Gênesis 2: 18-25), mas, sim, como Eva (mãe dos seres vivos humanos), lançando e estabelecendo assim um mitote de relações de gênero desiguais sobre a mulher ao ver-lhe agora apenas como alguém com funções de satisfação sexual e reprodutiva cuja pessoa e suas sementes (seus filh@s) não faziam mais parte de sua essência e nem tinham mais identidade e ligação com ele, sendo portanto Adão o primeiro homem a dar uma carta de divórcio pela quebra da primeira cláusula do terceiro pacto e a impor uma relação utilitarista sobre o corpo da mulher (Gênesis 3: 20)! E assim, também este mitote e suas conseqüências ou desdobramentos (opressão sobre as mulheres, abusos sexuais, mercantilização do corpo da mulher, exercício da sexualidade com leviandade, paternidade irresponsável, etc) continuaram a crescer e se estabelecer como lei entre os filhos dos homens sendo aceito até hoje em todas as sociedades humanas e, logo depois, inicia-se a poligamia com Lameque (descendente de Caim), o primeiro homem polígamo da Terra, sendo este mais um desdobramento deste mitote (costume corrompido e por isso pecaminoso)! Portanto, cumpriu-se o aviso e a advertência dados por DEUS à mulher quando lhe mostrou as terríveis conseqüências que passariam a existir no seu relacionamento com o ser humano homem e em sua trajetória na Terra devido à sua desobediência (Gênesis 3: 16)!
Observe que, segundo a narrativa Bíblica, após esta atitude de Adão (Gênesis 3: 20-24), de quebrar a primeira cláusula do terceiro pacto, é que DEUS resolve expulsar o casal do Éden, pois na verdade Adão já demonstrava que não estava mais disposto também a aceitar e cumprir este terceiro pacto e, assim, DEUS, em Sua Onisciência e Sabedoria, sabendo dos desdobramentos no presente e no futuro desta atitude do casal de quebrar os pactos e não se arrependerem, resolve expulsá-los do Jardim do Éden não lhes permitindo mais comer mais da Árvore da Vida (ter acesso e aprender os segredos da vida eterna guardados e ensinados respectivamente em e por JESUS, Jó 31: 33; Colossenses 2: 1-3), tendo em vista que eles mesmos já haviam rejeitado obedecer os limites estabelecidos por DEUS logo, se não queriam mais obedecer estes limites por que então continuariam a aprender algo que não mais estavam dispostos a praticar, ou seja, por que continuariam a morar no Jardim do Éden e ouvir os ensinamentos de JESUS aos finais da tarde (Gênesis 3:8) se não estavam mais dispostos a praticarem tais ensinamentos? E, mais uma prova cabal desta realidade é que JESUS saiu do Jardim do Éden, assumiu a forma humana, veio para o nosso mundo e fez e faz até hoje o Convite para a humanidade voltar a ouvir a voz DELE e o seguir para poder regressar ao Jardim do Éden e, grande parte da humanidade até hoje O rejeita e prefere continuar dando ouvidos à voz de intrusos e estranhos (João 5: 40; 6: 28-71; 8: 31-58; 5: 37-47; 10: 1-9; 11: 25; 14:6)!
Vemos assim que, se naquele momento este casal cabeça federativa tivesse reconhecido o seu erro, se arrependido e pedido perdão a DEUS eles não teriam sido expulsos do Éden (o local conectado com a dimensão espaço-tempo da Eternidade), pois se o próprio DEUS diz que ELE é o mesmo ontem, hoje e será eternamente (Malaquias 3:6; Hebreus 13: 8) e, se hoje, basta reconhecermos o nosso erro e aceitarmos a salvação em Seu Filho (passando a viver os Seus ensinamentos) para nos ligarmos com DEUS novamente, com certeza, se nossos primeiros pais tivessem feito isto antes também teriam obtido o perdão de DEUS e não teriam sido expulsos do Jardim do Éden!
Porém, outro entendimento que DEUS nos dá é que ELE começa a quebrar este mitote (ritual) de Adão e de Satanás em relação à mulher e às crianças ao informar que da semente da mulher viria JESUS (Gênesis 3: 14-15) e ao estabelecer e garantir na Lei dada aos Israelitas (a Torá) vários diretos às mulheres e às crianças tais como:
- Deuteronômio 31: 9-13 = O direito de junto com as crianças e estrangeiros(as), serem instruídas nos preceitos e doutrinas da Lei (civil e religiosa);
- Deuteronômio 22: 13-30; Levítico 20 e Êxodo 22: 16-17 = O direito de serem indenizadas por má difamação, assim como o estabelecimento da pena de morte para o homem que abusasse sexualmente de uma mulher compromissada para o casamento ou que fosse casada e para o homem que abusasse uma mulher com relações incestuosas, também estabelecendo ainda a obrigatoriedade de casamento ou de indenização de um homem para com uma mulher virgem e não compromissada para o casamento e que fosse seduzida e praticasse o ato sexual com ele e a obrigatoriedade de casamento com uma mulher que fosse abusada sexualmente por ele;
- Números 36 = O direito das mulheres terem heranças mesmo sendo solteiras;
- Êxodo 21: 22-25 = O direito a indenização caso tivesse um aborto provocado por algum homem e, caso esta mulher viesse a falecer o homem causador do aborto teria que sofrer a pena de morte;
- Levítico 18: 19 = A proibição de relações sexuais no período menstrual da mulher garantindo assim o direito da mulher não ser importunada e nem constrangida ao ato sexual durante este período bastante incômodo;
- Deuteronômio 21: 10-14 = Os direitos de proteção de mulheres prisioneiras de guerra, pois caso as mulheres de outras nações fossem tornadas escravas não poderiam ser abusadas sexualmente e se algum homem hebreu quisesse tê-la como mulher teria que se casar com ela e jamais poderia dar-lhe carta de divórcio;
- Deuteronômio 17: 14-20 e Levítico 21: 7-15 = A proibição de qualquer governante civil ou religioso em Israel de ter mais de uma mulher;
E, depois, outro entendimento que DEUS nos dá é que, JESUS, o Filho de DEUS, o Nazireu da Galiléia, quebra de vez este mitote ao além de confirmar e ratificar os preceitos da Torá, vai mais além (Mateus 5: 17-20), pois:
- Avisa que é pecado de adultério (relações ilícitas) o homem que dá carta de divórcio a uma mulher por qualquer motivo e também amplia o conceito de adultério e de abuso sexual ao dizer que até mesmo o homem que sem ser casado com uma mulher olhar para a mesma com desejo sexual (Mateus 5: 27-32; 19: 1-12) está cometendo o pecado de cobiça e de adultério;
- Dignifica as mulheres e as crianças ao conversar com as mesmas naturalmente como quem conversa com um homem (fato este não permitido e nem valorizado nas sociedades dos povos da época, João 4: 1- 42) e, ao utilizar o universo feminino e da criança como exemplos em seus ensinamentos (Mateus 13: 33; 25: 1-13; Lucas 15: 1-10; João 16: 21-22; Mateus 18: 1-6; 19: 13-15);
- Empodera as mulheres: ao inseri-las em sua Escola de Discipulado (Lucas 10: 38-42), ao permiti-lhes a participação ativa em seu Ministério (Lucas 8: 1-3), ao delegar-lhes a missão de também pregar o Evangelho (João 4: 16-42; 20: 11-18) e ao escolher um nome e arquétipo feminino para fundar e representar a Sua instituição de Governo (a Igreja, Sua Noiva e futura Esposa), que foi resgatada com Seu próprio sangue, que deve servir de exemplo para todas as demais instituições na Terra, que junto com ELE governará todo o Universo e que, na verdade, consiste na expansão de um processo de civilização com a presença de DEUS iniciado com a nação de Israel através de Abraão e Saara (Gênesis 12: 1-7; 17; Gálatas 3; Efésios 1; 2; 3), processo este o qual permitirá no futuro o estabelecimento do novo Céu, da Nova Terra e da Nova Jerusalém (Mateus 15: 18-19; Apocalipse 21), Igreja esta que, inclusive, vale lembrar, quando surgiu na Terra tinha como um dos critérios, premissas e recomendações Apostólicas não admitir em seus cargos de ministérios pessoas que, sem ser por motivo de óbito do conjugue, estivessem no segundo matrimônio em diante e, no caso dos homens, sendo vetado aquele que mesmo marido de uma só mulher cometesse violência contra a sua esposa (I Timóteo 3; Tito 1: 5-9; I Pedro 3: 7)!
Sabe, eu fico feliz ao ver que o Brasil, pelo menos na questão de gênero, graças aos movimentos e lutas históricas das mulheres, seguindo o exemplo de DEUS e de Seu Filho JESUS tem estabelecido além das políticas públicas vários direitos ao gênero feminino tais como: a lei das cotas para as mulheres, a lei Maria da Penha, a lei da mulher poder registrar o seu filho como filho de um homem mesmo que ele não queira reconhecer a paternidade, a prisão do pai por falta de pagamento de pensão alimentícia, a obrigatoriedade dos avós em assumir o sustento da criança caso o Pai não tenha recursos ou esteja desaparecido, a lei da união estável dando direito às mulheres (mesmo que não tenham tido filh@s com o seu parceiro) a solicitarem indenizações deste parceiro por perda de tempo com ele caso o mesmo não queira mais conviver com ela, etc.
E, assim, hoje no Brasil os pais estão pensando bem mais antes de dizerem o ditado “prendam as suas cabras que os meus cabritos estão soltos”, ditado este que é algo que não se vê mais com muita facilidade sendo dito pelas famílias brasileiras!
E, também, assim, o Brasil, País de onde várias nações enriqueceram por o tratarem como uma prostituta, o qual, como se ainda não bastasse, até hoje é visto por estes Países como uma nação que só tem mulheres prostitutas (como se nestes Países não existissem mulheres nativas prostitutas sejam elas declaradas ou não, pois para DEUS qualquer mulher que mantém relações sexuais antes do casamento é uma prostituta, Levítico 21: 9) e que infelizmente, devido a sua escravidão ao engano e ao pecado em várias áreas e devido aos seus problemas e fragilidades, apesar de ter muitas de suas mulheres aliciadas por estas outras nações para o trabalho escravo, para o tráfico de órgãos e para a prostituição (para servirem de escravas sexuais nas casas noturnas e guetos de prostituição freqüentados pela “elite” e “nobreza”), este País, o Brasil, nestas questões de gênero tem avançado bem mais do que estes e outros Países da Terra, que são nações históricas, e muitas delas chamadas de primeiro mundo e até com títulos de nobreza!
Depois de algum tempo, agora com os seres humanos vivendo completamente desconectados da presença de DEUS e da dimensão espaço-tempo da Eternidade, algo também bastante grave ocorreu de novo: a quebra novamente do terceiro pacto, porém agora em sua segunda cláusula, através de Caim que cometeu o primeiro homicídio (Gênesis 4)!
Caim, corrompido pelo DNA de Satanás (princípio de rebelião), mesmo tendo sido avisado por DEUS que caberia a ele resistir e ter domínio sobre o mal e não se deixar dominar pelas tendências e desejos malignos que estavam brotando em seu ser, desejos estes que eram fruto do princípio de rebelião agindo em sua pessoa, mesmo assim comete o primeiro homicídio quebrando, portanto, esta segunda cláusula do terceiro pacto, isto é, quebrando o terceiro pacto na dimensão da fraternidade universal entre os seres humanos! Sabe, outro entendimento que DEUS nos mostra é que Caim olhou para Abel e, como uma pessoa espiritual e emocionalmente feia e doente devido alimentar as sementes de sugestões malignas de Satanás em seu íntimo: teve inveja de Abel, não quis compartilhar a liderança do planeta com seu irmão, completamente alienado de uma consciência agroecológica viu na atividade produtiva exercida pelo seu irmão uma ameaça e competição em relação a sua atividade produtiva, foge da presença de DEUS sem demonstrar nenhuma atitude de arrependimento por ter tirado a vida de seu irmão (ficando apenas com medo do que DEUS ou outra pessoa pudesse fazer contra ele) e, começa com os seus descendentes um processo de civilização alienado de DEUS com algumas características marcantes (Gênesis 4: 16-24):
- Construção de cidades tendo apenas o ser humano homem (sem a presença de DEUS e muito menos da mulher) como centro de poder e decisão (Gênesis 4:17);
- Instituição da poligamia (Gênesis 4: 19);
- Instituição da pecuária extensiva (Gênesis 4: 20);
- Começo da produção cultural musical (Gênesis 4: 21)
- Início da extração mineral e do seu beneficiamento para fins inclusive de caça e de guerra (Gênesis 4: 22) e, admissão da violência como algo normal (Gênesis 4: 23), pois Lameque, descendente de Caim e primeiro polígamo da Terra, achava o máximo ameaçar suas duas mulheres dizendo que era mais violento que o seu avô Caim pois havia matado duas outras pessoas! Porém, esta civilização iniciada por Caim e seus descendentes, conforme todas as tradições religiosas ensinam, chegou a um auge de corrupção tão grande sendo necessário DEUS executar a justiça pelo juízo do Dilúvio (Gênesis 6: 4-13)!
A partir dos filhos de Noé e sua esposa a humanidade teve um novo recomeço e os seres humanos foram distribuídos pela Terra pelas descendências de Sem, Cão e Jafé (Gênesis 10 e 11) e, logo após o Dilúvio, segundo Gênesis 9: 20-27, ocorre um fato curioso: Noé planta uma vinha, colhe o seu fruto, bebe o vinho desta videira, fica bêbado, entra em sua tenda, tira a sua roupa e adormece nu! Então, seu filho chamado Cão, desrespeitando e quebrando (profanando) o limite da privacidade íntima de seu pai, entra na tenda do seu pai e sai comentando com o resto da família sobre o que viu, expondo ao ridículo o seu pai! Assim, Noé ao acordar e sabendo do fato ocorrido amaldiçoa seu filho Cão o qual não manifesta atitude alguma de arrependimento!
Segundo outro entendimento que DEUS nos mostra é que, Cão e seus descendentes, semelhantemente a Caim e seus descendentes, iniciam também um processo de civilização alienado de DEUS com algumas características marcantes (Gênesis 10: 6-20):
- Estabelecimento da atividade da caça como atividade produtiva principal, valorizando e colocando a ação predatória humana como base do modelo (logo, estabelecimento da dieta carnívora como a dieta predominante neste processo civilizatório escolhendo inclusive o caçador Ninrode para ser o primeiro governante da Terra e com poderes absolutistas);
- Estabelecimento de uma ritualística cultual religiosa baseada em práticas abomináveis, não aprovadas e nem aceitas por DEUS que incluía culto ao sexo (rituais da fertilidade) em todas as suas modalidades, a adoração das forças e elementos da natureza, sacrifícios humanos, idolatrias, etc (I Samuel 15: 22-23; Êxodo 20: 22-26; Levítico 18: 21-30; Deuteronômio 4: 15-19; 17: 9-14; Jeremias 10; Apocalipse 18; 19);
- Novamente a construção de cidades tendo apenas o ser humano homem (sem a presença de DEUS e muito menos da mulher) como centro de poder e decisão, poder este institucionalizado por uma forma de governo com poderes absolutistas concentrados na pessoa de Ninrode;
- Surgimento da primeira expansão imperialista, pois Ninrode fundou no Oriente Médio uma Confederação de 4 Cidades-Estado sendo a primeira chamada Babel (a Capital sede do império), vindo depois Ereque, Acade e Calné e depois expandiu este império confederado para outros locais edificando outras cidades (Nínive, Reobote-Ir, Calá e Resén) e agregando-as ao seu domínio político.
Conforme outro entendimento que DEUS nos dá, interessante é constatarmos que este processo civilizatório iniciado por Cão e seus descendentes:
- Adota como arquétipo de representação do modelo a figura do triângulo (pirâmide) tendo no topo um olho;
- Tem como matriz energética de matéria-prima o combustível fóssil petróleo e seus derivados (Gênesis 11: 1-3);
- Tem ambições de globalização e pretensões de exploração, domínio e expansão na Terra e no espaço-sideral pretendendo com isto chegar até as moradas de DEUS e estabelecer o homem no controle do Universo (Gênesis 11: 4; Isaías 14: 13);
- Está fundamentado no princípio de não possuir restrição alguma para alcançar os seus objetivos (Gênesis 11: 6);
- Motivou DEUS a alterar a programação lingüística da humanidade criando novos grupos lingüísticos (Genesis 11: 7 – 9);
- Foi o responsável pela primeira guerra mundial ocorrida no período pós-diluviano (Gênesis 14);
- É chamado por DEUS de Grande Babilônia, um processo de civilização completamente alienado dos princípios e limites estabelecidos por DEUS e existente em todos os povos e nações da Terra até os dias de hoje (Daniel 2; 7; Apocalipse 17) o qual teve nos grandes impérios existentes na humanidade a reprodução e expansão deste modelo Babel de organização social, religiosa, política, econômica, científica e tecnológica nas sociedades humanas!
Interessante também é constatarmos que segundo algumas tradições religiosas a esposa de Cão era descendente de Caim e chamava-se Egito, nome este que também segundo algumas tradições religiosas no idioma Caldeu significa “aquilo que é proibido” e, constatarmos ainda que segundo a História os descendentes de Cão formaram mais tarde os povos de Canaã, sendo, portanto, os habitantes de Sodoma, de Gomorra, do Egito e de Babilônia também seus descendentes e nações que sofreram os Juízos de DEUS (Gênesis 10: 6-20; 18; 19; Êxodo 7 a 14; Jeremias 42 a 44; Ezequiel 29 a 32; Jeremias 21: 1-10)!
Em síntese, como você pode ver este processo de civilização, presente até os nossos dias, está fundamentado sobre a égide da quebra da aliança (composta por três pactos de governança com oito cláusulas) estabelecida no princípio entre DEUS e a humanidade, da qual vale lembrar:
- Primeiro Pacto: O pacto deles com a Terra com cinco cláusulas: dieta alimentar isenta de carnes, descanso da Terra (uso não intensivo dos recursos naturais), atividade agrária de produção vegetal como ofício de trabalho, responsabilidade de guardar o planeta e calendário lunar como padrão de referência temporal para todas as atividades na Terra (Gênesis 1: 28-30; 2: 1-3; 15; 3:8)
- Segundo Pacto: O pacto deles com DEUS (Gênesis 2: 9; 16-17);
- Terceiro Pacto: O pacto deles com eles mesmos contendo duas cláusulas: de casamento entre o homem e a mulher e de fraternidade universal entre os seres humanos (Gênesis 2: 21-25; livro do profeta Malaquias 2: 10-17); 
Então, com quem a humanidade tem aprendido este modelo Babel de organização da sociedade? Para esta resposta eu gostaria agora de me deter em uma das revelações dadas ao Sacerdote e profeta Ezequiel:

Este Sacerdote-profeta viveu e entregou as mensagens de DEUS para Israel e para as demais nações da Terra no período de 592 a 586 a. C, período este caracterizado pela hegemonia imperialista da Babilônia a qual através de Nabucodonozor chegou a dominar politicamente todos os povos e nações da Terra, tendo inclusive a nação de Israel sido levada em cativeiro para este País, ficando por lá nesta situação por 70 anos. No capítulo 28 do livro de Ezequiel é revelado a este Sacerdote-profeta a origem deste modelo Babel de organização da sociedade do seguinte modo:
- Nos versículos de 1 a 10, DEUS deixa evidente a influência de Satanás sobre um Governante humano (chamado de príncipe de Tiro), sendo Satanás chamado de rei de Tiro, significando um principado celestial que na época reinava sobre a Cidade de Tiro e depois comandou outros impérios tais como a Média-Persa, a Grécia e Roma conforme Daniel 7; 8; 10: 20-21. Este Governante de Tiro e os demais Governantes de outras nações da época (citados em Ezequiel 25; 29 a 32; 35; 38; 39;) se consideravam deuses e exerciam poderes totalitários sobre a Terra, Governantes estes os quais, por sua vez, nesta condição de influenciados por Satanás, sempre existiram na História da humanidade em diversas partes da Terra causando desastres e destruição e, que não são diferentes de muitos Governantes de hoje, pois basta olhamos para algumas notícias que veremos alguns líderes orientais, caudilhos ou africanos os quais governam seus povos de forma totalitária, com poderes de vida e morte sobre as pessoas, cerceando e manipulando a imprensa, querendo se perpetuar no poder de qualquer forma, ameaçando fazer guerras e usar artefatos nucleares contra outras nações...
Abrindo um segundo parêntese: Segundo os relatos Históricos e de algumas tradições religiosas, Ninrode além de primeiro governante civil da Terra também era o Chefe-Maior da religião de Babel, se apresentava nas ritualísticas da religião com uma máscara de touro e incorporado por entidades espirituais, era considerado a encarnação do princípio masculino da criação (chamado de deus-Sol, deus do fogo, etc) possuía uma relação incestuosa com sua mãe Semírames, considerada a encarnação do princípio feminino da criação (chamado de deusa-lua, a Rainha dos Céus, Rainha das Águas o qual possui através dos tempos e de acordo com os diferentes idiomas vários nomes tais como Astarote, Istar, Ísis, Vênus, Yemanjá e tem seu sincretismo com a pessoa de Maria, etc) e, quando foi assassinado, o ritual religioso de Babel instituiu o último dia do período da despedida do Sol (término do verão) como ritual em sua homenagem, dia este conhecido como dia de Tamuz, de Baal, dia 25 de Dezembro, etc, talvez tendo este dia sido instituído ou por ele ter sido assassinado neste dia ou para que toda humanidade se lembrasse dele pela associação de sua morte com a despedida do Sol no término da estação de verão!
Continuando neste modelo de civilização alienado de DEUS, a humanidade então se lança para a construção da Torre de Babel, projeto este que motivou a descida de DEUS e a confusão das línguas (Gênesis 11: 5-9)! Segundo algumas tradições religiosas e indícios arqueológicos esta Torre em seu topo tinha uma câmara secreta para rituais de contato e recebimento de seres de outras dimensões (extraterrestres) e em seu subterrâneo outra câmara secreta para manipulação da energia nuclear. Após a confusão das línguas em Babel, as pessoas se ajuntaram de acordo com os novos grupos lingüísticos e se dispersaram pela Terra, porém, carregaram consigo e continuaram a reproduzir este modelo Babel de organização da sociedade em toda a Terra!
- Voltando ao capítulo 28 de Ezequiel, nos versículos de 11 a 19, DEUS informa e descreve quem era Satanás, suas funções ministeriais na criação e como se corrompeu, profanando (ultrapassando) os Santuários (limites) estabelecidos por DEUS, ação esta que mais tarde ele incitaria e promoveria em relação aos outros seres criados tendo obtido êxito com 1/3 da parte deles (Apocalipse 12: 4) e inclusive com Adão e Eva!
Então, quem era Satanás, ser este considerado pelo próprio DEUS como selo (marca registrada) da perfeição, cheio de sabedoria e perfeito em formosura?
Comparando hoje às forma de Governo Monarquia ou República, podemos dizer que de acordo com o relato de Ezequiel 28: 11-19, ele era semelhante respectivamente a um Primeiro Ministro ou Chefe da Casa Civil Celestial, pois:
- No Jardim do Éden (Jardim de DEUS) manifestava grande beleza exterior e atributos de riquezas, pois sua roupa ministerial estava coberta de todas as pedras preciosas, inclusive de ouro (Ezequiel 28: 13);
- Era responsável pela produção cultural musical em todos os mundos criados por DEUS e era produtor de instrumentos musicais (Ezequiel 28: 13);
- Andava com os Querubins Celestiais, que são anjos da primeira hierarquia dos Exércitos Celestiais, comparados aos nossos Generais do alto comando das forças armadas (Ezequiel 28: 14);
- Era uma pessoa que tinha acesso direto a presença da glória de DEUS vendo-O face a face em Seu estado de glória (algo que jamais homem algum viu) tendo inclusive acesso a matriz energética de força (chamadas de pedras afogueadas) de onde sai o rio de fogo que gera e sustenta todos os mundos criados por DEUS (João 6: 46; Ezequiel 28: 14; Êxodo 33: 18-20; Daniel 7: 9-10);
- Articulava a troca de conhecimentos entre os seres criados por DEUS (Ezequiel 28: 16);
- Foi criado por DEUS como um ser perfeito, porém, assim como o ser humano, deixou de ser perfeito no momento em que, devido ao seu status, poder e glória, encheu-se de violência, elevou-se em soberba devido a sua formosura, corrompeu-se em sua sabedoria, em sua troca de conhecimentos com os outros seres criados cometeu iniqüidades e injustiças e, por fim, resolvera profanar (ultrapassar) os Santuários (limites) estabelecidos por DEUS querendo ocupar o lugar de DEUS, sendo por estes motivos expulso do Éden junto com outros anjos que o seguiram, transformando-se assim ele e estes outros seres em demônios (Ezequiel 28: 15-19; Judas 7; II Pedro 2: 4).
Assim, grande parte da humanidade, semelhantemente a Satanás e aos seus demônios, fez e faz até os dias de hoje o que eles fizeram (João 8: 42-44), pois, eles são pessoas que também viveram no Éden e, na verdade, como você pode ver, por trás deste modelo Babel de organização da sociedade humana, está o ensino e a ação deles (Apocalipse 20: 1-3) e, a subserviência da humanidade a eles, pois é isto que DEUS deixa bem evidente em toda a Bíblia!
Sabe, assim como Satanás e nossos primeiros pais, até hoje, a maior parte da humanidade continua a ultrapassar (profanar) os limites (Santuários) de DEUS ao viver continuamente quebrando os três pactos de governança estabelecidos por DEUS quando:
1 - Recebe visitas de seres intrusos e estranhos que não são da Terra (seja por rituais religiosos, encontros ufológicos, etc) e obedece às suas ordens e ensinamentos contrários aos princípios estabelecidos por DEUS, seja na área religiosa, política, social, econômica, científica, tecnológica, etc;
2 - As pessoas vivem a sua vida sem se importar com o que DEUS estabeleceu como princípios para a vida humana na Terra, vivendo como donas de si mesmas, não se importando com as conseqüências dos seus atos na Terra e nem se importando com a realidade de que um dia terá que dar satisfação a ELE pelo que fez com os seus atos através do dom da vida proveniente DELE, inclusive não respeitando os sagrados laços do matrimônio ao praticar, incitar e propagar como natural: alguém ter relações sexuais antes de ser casado(a), alguém mesmo casado(a) ter relações sexuais com outra pessoa que não é o seu conjugue, alguém ter outras relações sexuais ilícitas tais como incesto, pedofilia, homossexualismo, sexo com animais, sexo oral e anal mesmo entre pessoas de sexo diferentes e casadas, e, assim, profanam o seu corpo (ultrapassam os limites de uso do seu corpo), o corpo de outras pessoas, a Terra, etc, pois tais coisas trazem confusão (mistura inadequada) de sangue e carne (Levítico 18: 22-30; 20: 10- 23), seja devido ao exercício da sexualidade com diferentes parceiros, seja devido ao exercício da sexualidade com parceiros inadequados (do mesmo sexo ou com animais).
Abrindo um terceiro parêntese: Você sabe como é que uma pessoa se torna um pedófilo?
No início ela começa a transgredir (ir além) os limites do sexo com práticas sexuais ilícitas (sexo antes do casamento, outras práticas ilícitas tais como sexo oral, sexo anal, etc, até mesmo no casamento). Depois, tais práticas não lhe bastam e nem lhe satisfazem mais e, então surge o desejo maligno de inovar em busca de mais outros prazeres!
Assim, é por isto que, a partir da liberação sexual disseminada em nossas sociedades na década de 1960, podemos observar como nas mesmas, como nunca antes visto na História da humanidade, têm se alastrado as práticas pedófilas as quais (conforme os relatos oficiais das investigações sobre a pedofilia em todo o mundo) cada vez mais são praticadas por diversas pessoas em todos os povos e culturas, sejam estas pessoas ricas ou pobres tendo sido ou não abusadas sexualmente, com alto nível intelectual ou não, sejam elas ocupantes ou não de cargos de lideranças nos Países (médicos, professores, engenheiros, líderes religiosos, juízes, promotores, policiais, empresários, políticos, nobres, plebeus, etc), pois, um “abismo chama outro abismo”, ou seja, como o próprio DEUS avisa e ensina, quando alguém resolve se alienar de DEUS vivendo sem limites em qualquer dimensão existencial, se bestializa e traz destruição não só para si mesmo, mas, também para outras pessoas e para a Terra (Ezequiel 8; Oséias 4; Salmos 42:7; Romanos 1: 18-32; Isaías 24; Levítico 18), portanto, por isso estamos presenciando cada vez mais tantas bestialidades e violência generalizada em todas as dimensões existenciais da humanidade, inclusive na área sexual!
3 - Usa o conhecimento, inclusive Científico:
A) Não respeitando os princípios de sustentabilidade (agroecológicos) estabelecidos pelo próprio DEUS ao explorar intensivamente os recursos naturais da Terra não dando repouso a mesma, ao criar, produzir e praticar processos produtivos e tecnologias que não são sustentáveis, ao ter uma ação predatória na natureza em todas as dimensões (desmatamentos, poluições, etc) e ao impor o calendário solar como padrão de referência temporal para todas as atividades humanas na Terra, visando assim a produção de bens materiais para ostentação e acumulação de riquezas e para implantação de poder opressor sobre outras pessoas;
B) Para produzir artefatos de cultura e tecnológicos que promovem e ensinam coisas erradas as quais escravizam as pessoas nos vícios e em estilos e modos de vida errados e abomináveis aos olhos de DEUS e não para promoverem o bem e os bons costumes na Terra, inclusive criando e implantando ritualísticas, eventos e festividades culturais (religiosas ou seculares) que não respeitam os princípios estabelecidos por DEUS, vivendo de forma alienada ao que DEUS diz e ensina, e, portanto, não se importando com as conseqüências dos seus atos e nem honrando a DEUS como DEUS;
C) Para produzir artefatos de guerra e para promover guerras, trazendo morte e destruição aos seres humanos e a Terra, tecnologias estas inclusive que são comercializadas para serem usadas pela criminalidade;
D) Para obter algum benefício (sem restrições alguma e, semelhantemente aos rituais de feitiçaria de algumas religiões pagãs e às loucas e malignas experiências dos cientistas nazistas) promovendo e executando o assassinato de vidas humanas seja pela prática do aborto, seja pela manipulação de células-tronco de óvulos fertilizados, e, assim, no segundo caso, nesta busca incansável pela vida eterna ao seu próprio modo, não leva em consideração que está assassinando vidas humanas e que não conseguirá evitar a morte, pois ainda que venha a produzir órgãos não evitará que o corpo adoeça e seja destruído (morra), pois, como já dissemos, o problema está na quebra dos três pactos a qual traz alterações na malha energética da Terra (Redes Peyré, Hartmann, Curry, etc) e, consequentemente, em nossos corpos, produzindo doenças, redução da expectativa de vida e morte (Gênesis 3: 17-18; 4: 11-12; 5; Levítico 18: 20-28; Isaías 24; Romanos 8: 18-23)!
Outro entendimento que tive é a constatação de que os milagres (transformações, controle das forças da natureza, curas, ressurreições, libertações de demônios, etc) realizadas por JESUS, em síntese, envolvem, no que diz respeito à energia, 8 níveis diferentes de operacionalização com a mesma, seja em relação às forças e elementos da natureza física (material), seja em relação as pessoas ou aos demônios: transformação (João 2: 1-11; Mateus 17: 1-8); multiplicação (Mateus 14: 15-21), controle (Mateus 14: 22-25; 21: 18-22), re-ordenamento (Lucas 8: 22-25), re-ativação (Lucas 18: 35-43), re-estabelecimento (Lucas 6: 6-10), limpeza (Mateus 8: 1-3; 12: 43-45; Lucas 8: 26-39), e até mesmo, num local onde havia ausência, surgimento ou criação da energia, de estruturas e funções vitais (Marcos 7: 31-35; 8: 22-26; João 11: 25-44), seja pela imposição de mãos (toque, Mateus 8: 14-15), seja através de Sua palavra falada (freqüência sonora, Mateus 8: 16-17), anulando e destruindo assim a operação direta ou indireta de Satanás (Lucas 10; 13: 10-16)!
Sabe, quando viajamos pela História da humanidade desde os dias antigos, da queda de Adão e Eva até os atuais podemos perceber claramente a manifestação contínua e sistemática da quebra destes três pactos e, por isso, a humanidade não consegue sair deste biorritmo de nascer e morrer, pois, até hoje quebra os princípios (as leis) do PI e do PHI, não conseguindo voltar ao biorritmo e freqüência vibratória da dimensão espaço-tempo da Eternidade!Você entende agora porque só morremos porque nós mesmos provocamos a nossa morte e da Terra, ou seja, só morremos devido profanarmos (ultrapassarmos) os Santuários (limites) estabelecidos por DEUS, isto é, só morremos porque pecamos tendo em vista que sabemos o bem que deve ser feito e não o fazemos (Tiago 4: 17)?
Você também entende os motivos de tantas catástrofes “naturais” tais como ativação de vulcões, terremotos, aquecimento global, derretimento de geleiras, tsunamis, excesso de precipitações em todas as suas formas (chuvas, neves, granizos, etc), furacões, tornados, processos de desertificação, pragas, doenças, epidemias, etc?
Você entende porque a performance do processo de crescimento das civilizações humanas ao longo da História, em vez de seguir um padrão matemático espiral (outro entendimento que tive), segue um padrão matemático parabólico chegando ao ápice e depois ocorrendo a decadência e queda total com a destruição das mesmas através dos tempos? Isto ocorre devido ao clímax da quebra das leis do PI e do PHI que conduzem respectivamente ao colapso dos recursos energéticos utilizados e ao ápice da quebra da homeostase, ambos provocados pela decadência espiritual, ética e moral que faz com que estas civilizações, alienadas de DEUS, rompendo todos os limites, cheguem ao cúmulo do materialismo e das extravagâncias em todas as dimensões existenciais!
Você agora entende porque DEUS executa Juízos na Terra (Ezequiel 14: 12-23) e muito em breve exercerá o Juízo Final em toda a Terra? Se coloque no lugar DELE: DEUS, a Fonte da Vida, o Criador de todos os mundos e suas formas de vida, todos os dias, desde após o Dilúvio até os nossos dias, recebe em Sua presença os pedidos de clemência de pessoas vivas na Terra que sofrem devido a este sistema de vida adotado pela humanidade como também recebe o relato de uma multidão (quantidade) incontável de espíritos de pessoas que, de forma direta ou indireta, foram assassinadas por este sistema de vida e, todas elas reivindicam o Juízo de DEUS (Lucas 18: 1-8; Apocalipse 6: 10; 7: 9-17)!
E, este CRIADOR, em Sua Graça e Misericórdia, mesmo tendo enviado JESUS para esta humanidade ser salva e voltar ao Jardim do Éden, infelizmente até hoje grande parte desta humanidade O rejeita preferindo continuar dando ouvidos à voz de intrusos e estranhos!
Portanto, quer você acredite e aceite ou não, mais cedo ou mais tarde, por DEUS ser Santo e um Justo Governante e Juiz, algum dia terá que fazer algo, ou seja, terá que exercer um Juízo geral em toda a Terra assim como fez com as sociedades pré-diluvianas (Daniel 7: 9-10; Isaías 13: 9-14; Mateus 24: 29-51; 25; Lucas 13: 25; João 5; II Pedro 3; Apocalipse 18; 19; 20)!
Reflita bem sobre estas questões e veja o que você tem feito com o dom da vida e os talentos que DEUS lhes deu e, assim, que obras de justiça e que presentes você, sua família e sua nação estão preparando para se encontrarem com DEUS, seja através de sua saída deste mundo, seja na volta iminente de JESUS ao nosso planeta Terra (Eclesiastes 12; Mateus 25; Apocalipse 21: 22-27)!

Pra.Carmem (Pra. Acsa)

Nenhum comentário: