MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ

MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ - EDIFICANDO O CARÁTER E A LIDERANÇA NA IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO

UNIVERSIDADE TEOLÓGICA GRAÇA E PAZ – Site: https://sites.google.com/site/icfeinstitutocristaodeformacao/

(Gênesis 17:1) - "Eu Sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê íntegro".

(Levítico 19:2) - "Portanto, santificai-vos e sede santos, pois Eu sou o Senhor vosso Deus";

(Provérbios 14:34) - "A justiça exalta os povos, mas o pecado é a vergonha das nações".

(Apocalipse 22:11) - Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

ACORDE: JESUS CRISTO ESTÁ MUITO PRÓXIMO DE VOLTAR-3 (FIQUE LIGADO-3)




- 3:


"AVERIGUANDO AS CREDENCIAIS (SINAIS) DA IGREJA DE JESUS CRISTO (PRIMEIRA PARTE) ”

Você lembra-se que conforme vimos no blog anterior credenciais consistem em sinais que nos trazem informações sobre conteúdo, formas, características e período de tempo? Que tal agora começarmos a verificar as credenciais de uma Igreja verdadeiramente Cristã?
Imagine uma comunidade de pessoas onde estas pessoas têm a consciência que podem se relacionar e se comunicar diretamente com DEUS sem a necessidade de vários intermediadores e vivenciam na prática este relacionamento, onde o amor a DEUS e ao próximo são os principais paradigmas para todos os relacionamentos entre as pessoas e entre estas pessoas e os demais seres vivos, onde estes relacionamentos são tão sinceros e aperfeiçoados de modo que não se observa nesta sociedade instituições que demarcam desigualdades sociais, econômicas e políticas com suas divisões de classes ou castas, onde as pessoas não são discriminadas por causa do seu sexo, da sua cor, de sua nacionalidade, de sua aparência, dos bens que possuem, dos procedimentos e modos de vida errados praticados pelos seus antepassados ou devido aos procedimentos e modos de vida errados praticados por ele(a) mesmo(a) no passado embora no presente tenha se arrependido e não o pratique mais estes procedimentos errados, onde as pessoas têm a consciência e vivem o princípio de que o(a) maior é aquele(a) que serve e tem maiores responsabilidades, onde as pessoas costumam pensar e construir seus relacionamentos, planos e projetos pensando sempre no coletivo e tendo como base tudo que é verdadeiro, honesto, justo, puro, amável e de boa fama, onde as pessoas procuram cultivar nestes relacionamentos um fruto especial o qual tem como características o amor, a alegria, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão e o domínio próprio, onde a cooperação entre as pessoas (em vez da competição) é uma regra e realidade universal para toda e qualquer dimensão existencial...Bem, você deve concordar comigo que esta sociedade seria perfeita e, é considerada uma utopia em nosso mundo não é mesmo? Você também há de concordar comigo que em nosso planeta nossas instituições sociais, políticas e religiosas, sejam elas quais forem e, até mesmo muitas Igrejas que se dizem Cristãs estão bem longe deste estilo e modo de vida não é mesmo?
Mas, eu lhe digo que este modelo de sociedade é o estilo, modo de vida e de relacionamentos que DEUS vivencia em Sua Casa a qual consiste numa dimensão espaço-tempo chamada de Eternidade! Você sabia que este estilo, modo de vida e de relacionamentos DEUS também deseja que a Sua criação conheça e o experimente e, por isso mesmo a encarnação e obra de JESUS CRISTO na Terra teve como missão salvar a humanidade de forma completa, missão esta que inclui o estabelecimento dos princípios e valores deste modo de vida na Terra, ou seja, inclui o estabelecimento do que se costuma chamar de REINO de DEUS na mesma, REINO este o qual, como o próprio JESUS diz, as pessoas precisam entender que “não vem com aparência exterior, mas, está entre as pessoas”! Assim, esta é a mensagem final de DEUS nestes últimos dias para a humanidade e, sua ação na Terra através de JESUS CRISTO implantou um marco na História desta humanidade, marco este que influenciou de tal forma a mesma que fez surgir o que conhecemos como Civilização Cristã a qual trouxe mudanças de perspectivas de vida, de compreensão da realidade existencial, de valores, de ideais e propósitos acerca da vida, dos seres humanos (direitos humanos, etc), das instituições governamentais, das políticas públicas, do meio ambiente, etc.
Porém, para se aprender e vivenciar este estilo e modo de vida de DEUS foi que o próprio DEUS idealizou um maravilhoso projeto de civilização chamado Igreja!
A Igreja (Eclésia ou Ekklesia) significa assembléia, reunião, comunhão de pessoas. Este termo na Antiga Grécia consistia na assembléia popular da democracia ateniense onde todas as classes de cidadãos podiam participar dela para nomearem e votarem nos magistrados (indiretamente votando para o Areópago) e estrategos e, para que decidissem acerca de legislação, guerra e paz. Este sistema de organização social e de governo idealizado pelos gregos, apesar de suas imperfeições, tem em comum com o estilo e modo de vida de DEUS o fato de respeitar o livre arbítrio das pessoas, algo tão valorizado e respeitado por DEUS que ELE, mesmo sabendo das consequências graves, ruins e nefastas que uma decisão humana possa trazer, mesmo assim a respeita pois os princípios do livre arbítrio e do colher aquilo que se planta são algumas das premissas do Código de Justiça da Lei Universal estabelecida por ELE mesmo, embora muitos de nós não queiramos aceitar quando temos prejuízos e, portanto, tentemos de diferentes modos (formal ou informalmente, legalmente ou ilegalmente) escapar e burlar a colheita das consequências ruins das nossas ações, ou seja, queremos ter o direito do livre arbítrio para escolher, tomar nossas próprias decisões e fazermos o que quisermos mas, não queremos nos responsabilizar, assumir e sofrer as consequências quando nossas escolhas, decisões e ações nos trazem algum dano ou prejuízo. Assim, procuramos sempre achar algum culpado(a) para as ações erradas que praticamos e, isto é um defeito de caráter que a humanidade começou a manifestar assim que desobedeceu a DEUS no Éden, pois Adão colocou a culpa em Eva e em DEUS, Eva colocou a culpa na Serpente (Diabo) e, a maior parte da humanidade até hoje coloca a culpa em DEUS, em outras pessoas, no meio ambiente, no Diabo (que lhes ensinou mais este modo mentiroso de viver), etc, como responsáveis pelo seu procedimento errado e pelas consequências desastrosas que venham colher pelos seus atos e, o mais grave e pior é o fato de que ainda procuram de forma legal ou ilegal se livrarem dos prejuízos muitas vezes conseguindo tal façanha prejudicando outras pessoas, o meio ambiente e, aumentando ainda mais as injustiças na Terra e o seu pecado diante de DEUS!
A Igreja Cristã Biblicamente ensinada é uma comunidade de pessoas constituída sobre o fundamento principal que é o SENHOR JESUS CRISTO (Mateus 21: 33 – 34; Efésios 1; 2; 3; Hebreus 12: 22 – 24; I Pedro 2: 1 – 10), sendo a única instituição de governo e agência autorizada por DEUS como representante legal e oficial do Seu REINO na Terra, REINO esse cujos fundamentos são justiça, paz e alegria no ESPÏRITO SANTO (Romanos 14: 17 – 18; Hebreus 7: 1 – 3; Salmos 110). Portanto, a missão da Igreja é discipular os povos e nações pelo Evangelho de JESUS CRISTO, ou seja, discipular povos e nações da Terra para que aprendam e vivenciem o estilo e modo de vida do REINO de DEUS para o próprio bem da humanidade que tanto anseia e até hoje busca descobrir o segredo da vida eterna e um mundo ideal e livre de problemas logo, os princípios e valores deste REINO de DEUS (da comunhão na justiça, paz e alegria) deveriam estar presentes em todas as dimensões, relações, estruturas e instituições na Terra, principalmente nas que se dizem de origem Cristã, sejam elas no plano religioso, social, político, econômico, ambiental, etc.
O estilo e modo de vida de DEUS, idealizado por ELE para ser aprendido, apreendido e vivenciado pela humanidade através da Igreja na verdade é a concretização de mais uma etapa do plano de DEUS de restauração da comunhão entre a humanidade e ELE, tendo assim como finalidade o próprio bem comum desta humanidade (Daniel 2; 7; Mateus 15: 1 – 20; 16: 13 – 23; 18: 15 – 20; 28: 16 – 20; I Coríntios 15: 20 – 27; Efésios 1; 2; 3; 4; I Pedro 2: 1 – 10; Apocalipse 1; 20; 21; 22). Portanto, a Igreja foi idealizada por DEUS para inspirar e servir de modelo inclusive para as instituições governamentais sejam elas em sociedades regidas por poderes laicos ou não, as quais ao surgirem deveriam ter por finalidade a promoção da justiça e da paz em todas as dimensões existenciais na Terra (Romanos 13: 1 – 7) missão esta que infelizmente, em geral, se perde no tempo e no espaço, sendo a causa da decadência, declínio e destruição das civilizações, sejam elas regidas por poderes laicos ou religiosos.
As últimas mensagens de JESUS à Sua Igreja e à humanidade estão no livro que chamamos de Revelação (Apocalipse), mensagens estas que foram escritas pelo Apóstolo João quando ele estava como exilado político e religioso na Ilha de Patmos e que foram obtidas por este Apóstolo devido ele ter sido transportado para outro plano dimensional, isto é, para a dimensão espaço-tempo da Eternidade a qual lhe permitiu ver e entender diversos acontecimentos passados, presentes e futuros (Apocalipse 1: 9 – 11). Em relação a estas mensagens enviadas às sete Igrejas registradas no livro do Apocalipse é necessário considerarmos que:
- As sete Igrejas do Apocalipse por pertencerem a um mesmo lugar (Ásia), significam que numa comunidade Cristã (seja ou esteja ela respectivamente uma ou numa Igreja local, segmento, denominação, espaço geográfico, sociedade, etc) podem ser encontradas representantes das sete Igrejas descritas no Apocalipse, com predominância de algum tipo de Igreja. Essa realidade fica evidente quando observamos que todas as mensagens enviadas às Igrejas terminam com a advertência “quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas”, mostrando assim que tais advertências valem para todas as Igrejas e as promessas de bênçãos também são para todas as Igrejas;
- As sete Igrejas do Apocalipse representam sete tipos de comunidades Cristãs existentes até hoje, com uma mensagem de advertência sempre atual e que a qualquer tempo mostra os tipos de relações que tais comunidades têm com DEUS e com o mundo chamado de a Grande Babilônia com seu sistema religioso – sócio – político – econômico governado por Satanás e pelas pessoas que o seguem (Daniel 2; 7; Lucas 4: 1 – 30; João 14: 27 – 30; 16: 7 – 11; Efésios 2: 1 – 3; Apocalipse 13; 17);
- As sete Igrejas do Apocalipse também representam eras, estágios ou ciclos que uma comunidade Cristã pode apresentar através do tempo, deixando a advertência clara de que mais importante do que o começo é o desenvolvimento da trajetória e o final da jornada do caminhar com DEUS que demonstrarão quais as marcas de CRISTO que essa comunidade tem deixado no presente e deixará para as futuras gerações na Terra, sendo tais marcas conseqüências do tipo de relacionamento que ela tem com DEUS e com o mundo, ou seja, é uma advertência para que cada comunidade Cristã (cada um de nós de forma individual e coletiva) verifique se realmente tem feito de forma contínua a diferença no mundo por ser verdadeiramente o reflexo da glória de JESUS CRISTO, o seu noivo e futuro esposo e, caso necessário, realize a correção do seu rumo enquanto ainda há tempo (João 15; Epístola de I João; Apocalipse 15: 13);
- O fato de cada Igreja ter um anjo (considerados mediadores, Gálatas 3: 19) para quem são enviadas as mensagens, revela que cada Igreja (cada um de nós que nos dizemos Cristãos) tem um sacerdócio (serviço, obras, etc) para prestar contas diante de DEUS e mostra o tipo (qualidade) de sacerdócio que cada uma tem exercido diante de DEUS e no mundo (Apocalipse 1: 6; I Coríntios 3);
Enfim, podemos também ver que as mensagens do SENHOR JESUS CRISTO às sete Igrejas descritas em Apocalipse 1; 2; 3 e 4, nos revela que os fundamentos (bases) de toda e qualquer estrutura são estabelecidos e construídos à partir de duas realidades: relação e função. A estrutura relacional (entre, que revela a essência do ser e do propósito) gera a funcional (para, que revela a finalidade do ser e do propósito) logo, o fundamento do REINO de DEUS no Universo e de Sua Igreja na Terra é o SENHOR JESUS CRISTO, a personificação do amor de DEUS, portanto, uma comunidade que se diz Cristã deve apresentar na prática o amor a DEUS e a todos os seres humanos para que realmente seja o reflexo do REINO de DEUS na Terra em todas as dimensões existenciais (Mateus 21: 42 – 46; I Coríntios 3; Efésios 2: 11 – 22; Colossenses 1; 2; Mateus 22: 34 – 40; I João 4: 8, 16; João 3: 16; 10: 30; I Coríntios 13; Romanos 14: 13 – 19) e, assim verdadeiramente ser o reflexo do estilo e modo de vida de DEUS na Terra.
Analisemos agora as mensagens de JESUS à Sua Igreja:

1. ÉFESO, A DESEJÁVEL
“ Ao Anjo da Igreja em Éfeso escreve:
Isto diz Aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete candeeiros de ouro:
Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua perseverança; sei que não podes suportar os maus, e que puseste à prova os que se dizem apóstolos e não o são, e os achaste mentirosos;
E tens perseverança e por amor do meu nome sofreste, e não desfaleceste.
Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.
Lembra – te, pois, donde caíste, e arrepende – te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres.
Tens, porém, isto, que aborreces as obras do Nicolaítas, as quais eu também aborreço.
Quem tem ouvidos, ouça o que o ESPÍRITO diz às igrejas. Ao que vencer, dar - lhe – ei a comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus.”
Na época do Apóstolo João, Éfeso (atual Turquia) era a capital da Ásia proconsular e famosa cidade da Lídia, País onde segundo a História foi criada e realizada a primeira cunhagem de moeda pela humanidade. Éfeso também era um centro comercial, marítmo e rodoviário e, tornou – se a quarta maior cidade do Império Romano, sendo ainda o local geográfico do monte Arará onde a arca de Noé repousou após o Dilúvio e a humanidade teve um reinício. Em Éfeso se encontrava o templo da deusa Diana e um dos mais famosos teatros da antiguidade. De Éfeso surgiu o grupo herético dos Nicolaítas, cujos integrantes e suas idéias se expandiram para Pérgamo e outros lugares da Terra onde estava florescendo o Cristianismo, estando presentes até hoje suas idéias e seguidores. Os Nicolaítas rejeitaram o parecer da Assembléia de Jerusalém (registrado em Atos 15) a respeito dos procedimentos que os Cristãos devem manifestar em seu dia a dia, tais como a abstinência de idolatrias, comidas sacrificadas aos ídolos, comidas com sangue e prostituições (sexo livre, etc), pois, diferentemente dos ensinamentos Judaico-Cristão e, semelhantemente aos ensinos e sistemas de culto de muitas outras religiões, eles desvinculavam a necessidade da pureza moral (santidade) no relacionamento com DEUS.

A mensagem de JESUS CRISTO revela que a Igreja estilo Éfeso tem uma peculiaridade: apesar de ter obras, trabalhos e perseverança, não suportar os maus, por à prova os que se dizem Apóstolos e não o são, sofrer e não desfalecer por amor ao Nome de CRISTO e aborrecer as obras dos Nicolaítas, deixou o seu primeiro amor (amor a DEUS de todo o coração, alma, entendimento e forças, Mateus 22: 34 - 40) o qual inevitavelmente conduz ao amor, respeito e zelo pelo sagrado, pela santidade e aos seres humanos (Jeremias 2; Marcos 12: 28 – 34; Epístola de I João). É a Igreja que deixou o marco apostólico colocado por JESUS CRISTO e seus Apóstolos e, por isso, a partir desse estilo da Igreja de Éfeso, todos os demais tipos de Igrejas, em ordem cronológica e / ou numérica que foram reprovadas e repreendidas por JESUS, podem ser considerados através do tempo desdobramentos e consequências do estilo Éfeso marcado pelo abandono do primeiro amor (Romanos 13: 8 – 14; I Coríntios 3: 9 – 23; Efésios 2: 19 – 22; Hebreus 3).
Éfeso é a Igreja que começou bem, porém, no presente, não está caminhando bem e, se continuar assim, será derrotada, destruída e seus membros não chegarão aos Céus e/ou nem às Bodas com JESUS CRISTO (Apocalipse 2: 7; 21; 22). É a Igreja que deixou de ser desejável (por manifestar a beleza e a glória do seu noivo JESUS CRISTO) para ser desejosa de muitas coisas colocando - as no primeiro lugar que pertence apenas a DEUS. Como conseqüência, essa Igreja faz da instituição e de suas reuniões muitas coisas no lugar de verdadeiramente ser a Casa de Oração (comunhão, relacionamento íntimo com o PAI) para todos os povos (I Reis 8: 43; Isaías 56: 1 - 8; Jeremias 7; Mateus 21: 12 - 17). Portanto, ela pode ser e manifestar, simultaneamente ou não, diferentes coisas abomináveis por DEUS:
- Uma instituição com falsos mestres, falsas doutrinas e falsos discípulos (II Coríntios 2: 17; 4: 1 – 7; 11; I Timóteo 4: 1 – 5; II Timóteo 4: 1 – 5; II Pedro 2; Epístola de Judas).
- Um local destinado ao culto e propagação de falsos deuses (Jeremias 7; Ezequiel 8; Colossenses 2);
- Impérios pessoais de homens que transformam a Igreja num poder político – partidário com outros senhores, interesses e compromissos onde prevalecem relações de domínio e de competição em vez de serviço e cooperação (Jeremias 7; Mateus 9: 30 – 37; 20: 20 – 28; Lucas 22: 24 – 27; João 13: 1 – 17; Filipenses 2: 3 – 22; I Pedro 5: 1 – 9; III João; João 13; I Coríntios 3; Gálatas 5: 13 – 26);
- Um estabelecimento comercial onde se utilizam artifícios e armas carnais (negociata de bênçãos e outras coisas, promessa de vida fácil, motivações incorretas para o princípio Bíblico da prosperidade, etc) para conquistar pessoas e acumular bens e riquezas materiais, em vez de única e exclusivamente depender do ESPÏRITO SANTO e anunciar o verdadeiro Evangelho de JESUS CRISTO que confronta e convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo de DEUS, traz liberdade aos seres humanos e verdadeira prosperidade a uma sociedade (Isaías 55; 56; Mateus 8: 18 – 22; 10; 16: 24 – 27; 21: 12 – 17; 23; Lucas 9: 57 – 62; 10; 22: 35 – 38; João 8; 16: 7 – 15; I Coríntios 2; II Coríntios 1: 12; 10);
Nota – se que JESUS diz que esta Igreja aborrece as obras dos Nicolaítas, entretanto, não a presença dos mesmos, pois aceita, tolera e perpetua através do tempo a presença e ensino deles (Apocalipse 2: 6), tendo em vista que eles, seus ensinos heréticos e modos de vida corruptos estão presentes, aparecem e podem se materializar disfarçados de diferentes formas, levando a mesma a caminhar à passos largos para uma aliança profana com o mundo (forças, relações, estruturas, agentes, ensinamentos, modos de vida, etc) governado por Satanás e para se transformar no final na Igreja de Laodicéia, pois é a Igreja que devido se afastar do primeiro amor (amor a DEUS) inevitavelmente começará a curto, médio ou longo prazo a admitir doutrinas, ensinos e práticas anti-Cristãs como a dos Nicolaítas, de Balaão e de Jezabel.
A promessa do ESPÏRITO SANTO aos que se arrependerem e voltarem ao primeiro amor e às primeiras obras é de que eles terão o direito de entrar e viver nas moradas celestiais com DEUS e JESUS CRISTO e poderão se alimentar da Árvore da Vida (Apocalipse 2: 4 – 7).
Eu gostaria de aproveitar o momento e, antes de terminar a reflexão deste blog lembrar um ensino e procedimento bastante importante deixado por DEUS no Antigo Testamento e por JESUS e Seus Apóstolos no Novo Testamento, procedimento este que era praticado pela Igreja de Éfeso e que foi reconhecido como correto e sábio por JESUS: a necessidade de se averiguar as credenciais das pessoas e mestres que se intitulam enviados(as) por DEUS.
Você sabe como averiguar se alguém de origem humana ou de algum outro plano dimensional verdadeiramente é um(a) enviado(a) de DEUS e se o que está ensinando realmente é correto, consiste na verdade e provém de DEUS?
- Primeiro Ensinamento:
As pessoas e os seres de nosso planeta ou de outro plano dimensional verdadeiramente enviados(as) por DEUS falam e praticam as palavras (ensinamentos) e o estilo e modo de vida de DEUS: Deuteronômio 13: 1-4; Evangelho segundo Mateus 13: 24-30 e 36-43; Evangelho segundo João 8: 48; 13: 13-20; 14: 15-31; Evangelho segundo Mateus 7: 15 – 23; Atos 20: 28-38; segunda Epístola de Paulo ao Coríntios 11: 1-15; Epístola de Paulo aos Gálatas 1: 6-9; primeira Epístola de Paulo a Timóteo 4: 1-5; segunda Epístola de Paulo a Timóteo 4: 1-5; segunda Epístola de Pedro 2; primeira Epístola de João 5: 1-13; segunda Epístola de João 6-10; terceira Epístola de João 9-12; Epístola de Judas;

- Segundo Ensinamento: As pessoas e os seres de nosso planeta ou de outro plano dimensional verdadeiramente enviados(as) por DEUS reconhecem que JESUS veio em carne e é o Senhor do Universo por direito de criação do Universo (Multiverso) e de Sua obra redentora (expiatória e restauradora) em relação a este Universo: Deuteronômio 18: 15-22; Evangelho segundo João 5; 8; 10; primeira Epístola de Paulo aos Coríntios 12: 3; primeira Epístola de João 4. Satanás e os outros(as) demônios não confessam que JESUS CRISTO veio em carne e é o Senhor, pois isto implica em confessar sua derrota e se renderem a DEUS, algo que enquanto não chegar aquele Grande Dia eles jamais confessarão!
Portanto, que tal você passar a observar e verificar as credenciais das pessoas e dos seres desta dimensão ou de outro plano dimensional que se dizem mestres enviados(as) por DEUS e se apresentam seja numa reunião de qualquer instituição religiosa ou numa sessão mediúnica ou numa reunião de recebimento de seres de outros planetas ao ar livre ou num recinto fechado? É simples e fácil! Basta você perguntar para eles(as) se JESUS CRISTO veio em carne e se ELE é o Senhor e, verificar a reação e respostas deles(as). Assim você vai ter a comprovação se realmente eles(as) são ou não são enviados(as) de DEUS!
Com a Graça e permissão de DEUS, até os próximos Blogs onde você está convidado(a) a conhecer e/ou entender um pouco mais acerca das últimas mensagens de CRISTO enviadas à Sua Igreja e ao mundo e das credenciais de uma Igreja verdadeiramente Cristã.

Pra.Carmem (Pra. Acsa).P

Nenhum comentário: