MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ

MINISTÉRIO GRAÇA E PAZ - EDIFICANDO O CARÁTER E A LIDERANÇA NA IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO

UNIVERSIDADE TEOLÓGICA GRAÇA E PAZ – Site: https://sites.google.com/site/icfeinstitutocristaodeformacao/

(Gênesis 17:1) - "Eu Sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê íntegro".

(Levítico 19:2) - "Portanto, santificai-vos e sede santos, pois Eu sou o Senhor vosso Deus";

(Provérbios 14:34) - "A justiça exalta os povos, mas o pecado é a vergonha das nações".

(Apocalipse 22:11) - Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

EU SOU DO MEU AMADO E O MEU AMADO E O MEU AMADO É MEU...








Boa Noite, Querido(a) Leitor(a):

“O meu amado é meu, e eu sou dele; ele apascenta o seu rebanho entre os lírios...
Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu; ele apascenta o rebanho entre os lírios...
Eu sou do meu amado e o seu amor é por mim”... (Cântico dos Cânticos 2: 16; 6:3; 7:10).
No texto acima descrito de Cântico dos Cânticos três vezes se repete a sentença de pertencimento (fidelidade) do amor entre duas pessoas em circunstâncias diferenciadas apresentadas no contexto dos três capítulos: na primavera das oportunidades, no jardim da intimidade pessoal (ele desceu ao seu jardim...) e no deleite da intimidade do casal.

Observemos que nestas três circunstâncias esta sentença de pertencimento nos leva a refletir sobre um precioso e importante princípio: um relacionamento conjugal saudável e correto (vivenciado de fato no amor em seus três níveis de relacionamento) é aquele no qual ambos têm a consciência de que seja qual for o momento e a ocasião e o que se está fazendo ou se pretende realizar, precisam lembrar que estão numa aliança de amor a qual traz algumas implicações:
- No dia à dia, a primavera das oportunidades precisa ser desfrutada e vigiada por ambos logo, é necessário os dois estarem alerta e garantirem que ambos terão acesso e serão beneficiados pelas oportunidades que surgem ou que estão sendo planejadas. Será que quando a primavera das oportunidades aparece em sua vida você tem a consciência, a certeza e a garantia de que seu parceiro(a) terá acesso e será beneficiado pela mesma? 
- Mesmo em seus momentos a sós e na busca da satisfação de suas necessidades cada um precisa ter a consciência de que pertence ao outro. O amado da Sulamita ficou tão envolvido consigo mesmo em suas atividades diárias de trabalho e na busca de sua satisfação pessoal que esqueceu-se da mesma e precisou chamá-la de volta para com ele participar do seu dia a dia e do banquete da felicidade da satisfação pessoal após ter se lembrado a tempo que tinha uma amada e não estava mais só! Será que quando você está a sós consigo mesmo, quando planeja e projeta fazer algo e quando busca a satisfação pessoal de suas necessidades em todas as dimensões existenciais de sua vida você tem a consciência, se lembra e tem a certeza e a garantia de que seu parceiro(a) está contemplado e será beneficiado pelos seus planos, projetos e desejos? 
Infelizmente, hoje, como se nunca viu na história da humanidade, presenciamos os dias de relacionamentos voláteis onde o lema é curtir os prazeres da vida (principalmente do Eros) sem o compromisso de se pertencer um ao outro, onde as pessoas se ajuntam para ver se da certo e se não der certo cada um toma o seu rumo e fica livre para partir à caça de outra aventura de relacionamento, onde a abstinência sexual antes do casamento é uma loucura e perda de tempo e, o mais espantoso, é que assim, o homem ou a mulher solteiro(a) ou casado(a) se comportarem como portas sem segurança onde respectivamente todas e todos têm acesso, usam, abusam, se satisfazem e depois vão embora sendo fontes que vazam a sua energia geradora da vida e do prazer sexual em qualquer lugar e com qualquer pessoa (Provérbios 5: 15-17) é considerado algo normal, exaltado, festejado e incentivado precocemente pela mídia e jamais visto como prostituição, adultério, etc...!
Mas, felizmente, apenas aquele(a) que verdadeiramente é um jardim fechado, uma fonte selada, um pomar de romãs, um poço de águas vivas, correntes que manam do Líbano, um muro digno de dobrada confiança e responsabilidade, que verdadeiramente guarda a sua vinha e os frutos da romanzeira e das mandrágoras (novos e velhos) para serem desfrutados ao seu tempo, que verdadeiramente sabe que tudo tem a sua ocasião própria e há tempo para todo propósito (Provérbios 3) e, portanto, não se deve acordar e despertar o amor até que ele o queira (Cânticos 8:4) o qual ao ser acordado e despertado deve ser assumido e desenvolvido numa aliança de casamento e colocado como um selo sobre o coração e sobre o braço (Cânticos 8:6), este(a), sim, sabe e procura vivenciar seu relacionamento conjugal nos sentimentos Phileo e Ágape além do Eros num compromisso de pertencimento um ao outro, podendo assim, de fato, construir e experimentar plenamente a realidade de que “o meu amado(a) é meu, e eu sou dele(a), eu sou do meu amado(a), e o meu amado(a) é meu, eu sou do meu amado(a) e o seu amor é por mim”!
Será que você que é solteiro(a) ou casado(a) tem a consciência de que seu relacionamento presente e futuro é para ser construído e vivenciado com o compromisso de pertencimento um do outro e que você deve ser um jardim fechado e um muro digno de dobrada confiança e responsabilidade para deleite apenas de sua parceira ou de seu perceiro?
Caso você não seja este jardim fechado e protegido como um muro e seja casado(a), ainda há tempo de pedir perdão ao seu cônjuge e a DEUS, renovar sua aliança de pertencimento e iniciar uma nova fase e caminhada na vida conjugal.
Caso você não seja este jardim fechado e protegido como um muro e seja solteiro(a), também ainda há tempo de o ser, firmando o compromisso com a(o) sua(seu) parceira(o) de vivenciar a intimidade do Eros apenas após uma aliança de casamento e, caso descubra que a(o) parceira(o) que você está ou esteve recentemente não é a pessoa ideal para o relacionamento de casamento é necessário pedir perdão a ela(e) e a DEUS pela ilusão e fraude (I Tessalonicenses 4: 3-8) em que viveram, assumir o compromisso com DEUS e consigo mesmo(a) de que será um jardim fechado para com a próxima pessoa que irá se relacionar e também assumir o compromisso de que procurará se relacionar com esta outra pessoa buscando construir uma relação de casamento.
Estas boas novas de que ainda há tempo de se tornar um jardim fechado e protegido como um muro é uma realidade possível pois, áreas degradadas podem ser recuperadas, restauradas e reabilitadas transformando-se assim em belos e maravilhosos jardins e, isto só depende de sua vontade e seu querer pois, o Arquiteto do Universo é expert e hábil em fazer isto, afinal de contas, lembre-se que a existência e jornada da humanidade na Terra começou num lindo Jardim preparado por ELE no qual o ser humano (homem e mulher) foi colocado para trabalhar, para guardá-lo e desfrutar de suas delícias...



Pra.Carmem (Pra. Acsa).P

Nenhum comentário: